Cape Town

Roteiro sete dias em Cape Town

Buscando um roteiro de sete dias em Cape Town? Se você vai viajar para a África do Sul e quer conhecer todos os passeios legais da capital legislativa do país, um roteiro de uma semana será suficiente para visitar os principais pontos turísticos. Sendo assim, anote as nossas próximas dicas e aproveite sua viagem:

Primeiro dia do roteiro em Cape Town

Assim que desembarcar no aeroporto, aproveite para comprar um chip para usar a internet. Se não for usar o celular logo que chegar, você pode esperar para comprar o chip mais barato em algum supermercado na cidade. Em seguida, arrume suas malas na sua hospedagem e siga para um programa leve no V&A Waterfront.

roteiro em cape town
Waterfront por Shashank Kumar

O Victoria & Alfreld Waterfront oferece várias opções de restaurantes, lojas e até diversão. Por exemplo, você pode dar uma volta na roda gigante ou visitar o Two Oceans Aquarium.

Segundo dia do roteiro em Cape Town

No seu segundo dia em Cape Town, você terá um dia completo para explorar a cidade. A nossa sugestão é que visite duas atrações incríveis: a Robben Island e a Table Mountain.

Robben Island

Hoje em dia a Robben Island é considerada um Patrimônio Mundial pela UNESCO, porém no passado foi uma prisão que restringiu a liberdade de vários ativistas anti-apartheid. Dentre os presos, esteve Nelson Mandela, que ficou por lá durante 18 anos.

Para chegar até a ilha, é preciso pegar um barco no Nelson Mandela Gateway, localizado no V&A Waterfront. Lá fica a bilheteria e também um pequeno museu, que pode ser visitado enquanto se aguarda a saída do próximo barco.

Recomendamos comprar os ingressos antecipadamente para esta atração, os barcos saem do Waterfront e voltam cerca de quatro horas depois.

Horário de funcionamento: as balsas operam às 9h, 11h, 13h e 15h.

Valor: R600 para adultos, menores de 18 anos pagam R310.

Table Mountain

O marco mais famoso da Cidade do Cabo é a Table Mountain. Primeiramente, você precisa saber que esta montanha é considerada uma das Novas Sete Maravilhas do Mundo. Além disso, é rica em biodiversidade e pode ser explorada em caminhadas através de trilhas. 

Se você quer um caminho mais rápido até o topo, basta usar o Cable Car. Neste passeio, recomendamos que você utilize um calçado bem confortável, passe bastante protetor solar e leve um casaco para se proteger dos ventos. Para evitar filas, compre os ingressos antecipadamente no site oficial

Você vai terminar o dia curtindo um pôr do sol incrível num dos cartões postais mais famosos da África do Sul.

Horário de funcionamento: segunda à domingo, das 8h às 20h. 

Valor: R380 (ida e volta até às 13h) ou R300 (ida e volta após 13h) por adulto; Criança paga meia.

Terceiro dia do roteiro em Cape Town

Uma atração que muitos turistas amam visitar são as vinícolas. A África do Sul possui uma tradição bem forte de produção de vinhos, portanto é impossível ir embora sem degustar as bebidas sul-africanas.

Vinícolas

vinícola
Vinícola sul-africana por Matthieu Joannon

Cape Town possui um bairro voltado especialmente para a produção de vinhos, chamado Constantia. Além da capital, também existem vinícolas nas regiões de Stellenbosch, Franschhoek e Paarl. Em um dia de tour, é possível visitar até 3 vinícolas nessas cidades, conhecendo adegas e fazendo degustações.

Devido à ingestão de álcool, recomendamos que você faça esse passeio com uma tour ou contrate um guia privado. Em Franschhoek também existe a opção de fazer a rota dos vinhos em um trem, chamado de “Wine Tram”.

Qual a vantagem de fazer o passeio com Guia Privado?

  • Passeio feito todo em português 
  • É possível escolher as vinícolas que serão visitadas e as degustações
  • Flexibilidade para adaptar o tour
  • Transfer incluso, isto é, o passeio começa e termina no seu local de hospedagem

Quarto dia do roteiro em Cape Town

Sem dúvidas, os turistas que viajam até a África do Sul sonham em fazer um safári. Se você quiser observar alguns animais, como o leão e o elefante, é possível fazer um passeio no quarto dia de roteiro até a reserva mais próxima de CapeTown, o Aquila Game Reserve. 

Aquila Game Reserve

roteiro em cape town

O Aquila Game Reserve é uma ótima opção de passeio, afinal, o custo-benefício é bem interessante e existem diferentes pacotes que se encaixam perfeitamente no seu objetivo de viagem. Os 4 pacotes principais são:

  • Durante todo o dia
  • Apenas um período do dia
  • Com pernoite
  • Com voo

A reserva fica a 2h de carro, dessa maneira é possível alugar um carro para chegar lá ou usar transfers de ida e volta que o próprio local disponibiliza nos pacotes. Nossa recomendação é que você faça o safári da tarde, que dura apenas um período do dia.

Desse modo, você pode aproveitar a reserva e na volta a Cape Town ainda pode conhecer a Long Street se tiver com vontade de conhecer a vida noturna de Cape Town.

Quinto dia do roteiro em Cape Town

De fato, com cinco dias em Cape Town você já terá vivido experiências incríveis. Então, esse é o momento perfeito para explorar a Península do Cabo. Um dia inteiro será perfeito para visitar as atrações com bastante calma.

Muizenberg

Saia cedo de Cape Town e pegue a M3 até a praia Muizenberg, famosa por suas casas coloridas e berço do surf sul-africano. Aproveite esta oportunidade para tirar algumas fotos, observar a paisagem e respirar a brisa do mar. Então, siga para a próxima parada.

Boulders Beach

roteiro em cape town

A segunda parada é em Simon’s Town, lá você verá as criaturas mais fofas da África do Sul: os pinguins africanos. A Boulders Beach fica a 23km do Cabo da Boa Esperança, portanto é uma parada obrigatória no seu roteiro.

Para acessar a plataforma que dá acesso aos animais é preciso adquirir os ingressos na bilheteria que fica na esquina Gay Road com a Seaforth Road. Existem duas praias e com o mesmo bilhete você pode entrar em ambas. Além disso, é possível ir caminhando de uma para a outra.

Horário de Funcionamento:

de dezembro a janeiro – 7h às 19h30; 

fevereiro a abril – 8h às 18h30;

maio a setembro – 8h às 17h;

outubro a novembro – 8h às 18h30.

Valor: R75 para adultos e meia para criança

Cape Point

O Cabo da Boa Esperança fica a 50 quilômetros de Cape Town e pertence ao Parque Nacional Table Mountain. Chegou até a ser chamado de Cabo das Tormentas por causa dos violentos confrontos entre os oceanos Índico e Atlântico.

As duas principais atrações a serem visitadas são a famosa placa do Cabo da Boa Esperança e o farol. Para acessá-lo é preciso subir uma montanha a pé ou através de um trem funicular. É por lá que você encontrará o ponto mais a sudoeste da África, o Cape Point. Aproveite para tirar várias fotos e apreciar a beleza do local.

Horário de Funcionamento:

de outubro a março – 9h Às 18h;

abril a setembro – 7h às 17h.

Valor: R340 para adultos e meia para crianças.

Chapman’s Peak Drive

Na volta para casa, você pode passar por uma das mais belas estradas sul-africanas, a Chapman’s Peak Drive. Ela demorou 7 anos para ser finalizada e foi apelidada pelos habitantes locais como Chappies. A rota é popular entre corredores, caminhantes e ciclistas.

Hout Bay

Passando pela Chapman’s Peak Drive, você segue para Hout Bay. O local é conhecido por suas praias e restaurantes. Aproveite para apreciar o pôr do sol na estrada ou na beira da praia de Hout Bay. Você ainda pode encerrar o dia se deliciando em algum restaurante de Camps Bay ou no Bay Harbour Market, caso seja sexta, sábado ou domingo.

Sexto dia do roteiro em Cape Town

Separe o sexto dia para conhecer a região central e algumas atrações históricas de Cape Town. Garantimos que você vai entender bem mais a cultura local e o cotidiano sul-africano.

Long Street

Durante o dia, aproveite para dar uma volta no Centro de Cape Town. Na Long Street, você vai poder conhecer o comércio local e encontrar várias lojinhas.

Distric Six Museum

roteiro em cape town

O Distrito Seis faz parte da história de segregação racial que ocorreu durante o Apartheid na África do Sul. O museu conta a história da comunidade do bairro District Six que foi expulsa da região depois que a Lei das Áreas de Agrupamento foi promulgada.

No museu, você consegue entender mais sobre essa história de luta com os  painéis, fotos, vídeos e objetos que retratam como era a vida cotidiana por lá.

Horário de Funcionamento: segunda a sábado, de 9h às 16h.

Valor: R30 por pessoa (visitas auto-guiadas) ou R55 por pessoa (com guia).

Castle of Good Hope

O Castle of Good Hope é o principal museu da cidade! Ele está localizado no edifício mais antigo da África do Sul e possui uma arquitetura bem típica de um forte colonial.

Vale muito a pena a visita, principalmente para os turistas que amam observar grandes coleções. O local abriga dezenas de pinturas, artes decorativas, mobílias coloniais, prataria, louças e muitos outros objetos utilizados antigamente.

Horário de Funcionamento: segunda a domingo, de 9h às 16h.

Valor: R50 por adulto, crianças pagam meia.

Bo Kaap

Famoso por suas casinhas coloridas, Bo-Kaap é um bairro da região central de Cape Town que possui uma cultura riquíssima. Nós temos um artigo completo do que ver no bairro de Bo Kaap aqui no blog, assim você poderá conferir todas as informações sobre esse lugar incrível.

Nossa dica é que você reserve uma hora para conhecer o Bo-Kaap Museum, tirar fotos e experimentar a culinária típica da região.

Green Market Square

Você também pode encontrar o Green Market Square bem no coração de Cape Town. O local costuma agradar quem ama artesanato e bons preços. No entanto, é bom lembrar que esse mercado de rua é bem simples e consiste apenas em barracas de vendedores numa praça.

Por ser um lugar muito popular entre os turistas, a maioria dos vendedores superfatura os produtos. Então, esteja atento em sua visita e tente negociar.

Signal Hill

Signal Hill é conhecida por seus pores do sol, por isso, é imprescindível que você coloque esse passeio no seu roteiro. Para chegar lá, você tem que seguir o mesmo caminho que se faz para a Table Mountain. Agora é só buscar o melhor lugar para sentar e avistar o pôr do sol.

Sétimo dia do roteiro em Cape Town

No último dia, a melhor coisa a se fazer é aproveitar as belas paisagens da cidade e fazer uma boa despedida.

Kirstenbosch

roteiro em cape town
Jardim Botânico por Derek Keats

Os Jardins Botânicos de Kirstenbosch são uma ótima atividade ao ar livre para começar o sétimo dia em Cape Town. A área é enorme e possui vistas deslumbrantes.

Se quiser se deliciar um pouco mais, vale a pena pegar um lanche, estender uma toalha, e fazer um piquenique por lá. Também é possível almoçar no restaurante Moyo’s no Jardim Botânico.

Horário de Funcionamento:

de setembro a março – 8h ás 19h;

abril a agosto – 8h às 18h.

Valor: R75 por adulto, crianças pagam meia.

Sea Point

Se não estiver hospedado em Sea Point, vale à pena dar um passeio até a orla. O lugar é bem agradável e é o ponto de partida para continuar o passeio em outras praias da cidade: Clifton Beach e Camps Bay.

Clifton Beach

As praias de Clifton são mais tranquilas, cada uma delas tem seu estilo e tipos de público. Ao todo, são quatro praias separadas por pedras. A primeira praia é para aqueles que procuram lugares menos movimentados. Já a segunda, costuma ser frequentada por famílias e estudantes. A terceira praia é LGBT friendly e a quarta é a mais famosa de todas.

Camps Bay

Se ainda não tiver almoçado, Camps Bay é um bom lugar para fazer sua refeição e aproveitar o melhor da comida sul-africana. Existem boas opções de restaurantes nas proximidades da praia. Camps Bay é bem famosa e no verão ela fica bem movimentada.

Lions Head

A trilha da Lions Head é maravilhosa, ainda mais se você decidir ver um recompensante pôr do sol ao finalizar a caminhada.

Para conseguir chegar no topo da montanha no horário certo e com tranquilidade, o ideal é começar a subir a trilha com aproximadamente lá pelas 16h. A trilha é bem tranquila de ser feita até a metade, porém o nível de dificuldade aumenta no final, esteja atento ao seu tipo de condicionamento físico antes de embarcar nessa aventura. Lá em cima, a vista é surreal e faz valer todo o esforço.

Vamos planejar o seu roteiro em Cape Town?

Ficou com vontade de fazer um roteiro personalizado?A nossa assessora de viagens pode planejar tudo do jeito que você quer, entre em contato!

África do Sul: lua de mel inesquecível

Se você ainda não sabe onde passar sua lua de mel, este artigo pode te ajudar nessa escolha. A África do Sul é um destino incrível que tem atraído vários casais interessados por conforto, intimidade e belezas naturais.

O país oferece praias, vinícolas, safáris e tantos outros passeios diferenciados. Confira a seguir o que você pode fazer por lá.

Destinos sul-africanos para sua lua de mel

A África do Sul é lar de algumas cidades turísticas famosas que oferecem uma grande diversidade de atrações, que vão desde jantares românticos até atrações com muito contato com a natureza.

Conheça os melhores destinos para curtir a sua lua de mel no país!

Lua de mel em Cape Town

A cidade de Cape Town costuma agradar todos os tipos de casal, pois possui uma grande variedade de atrações. Confira os passeios que você pode fazer:

Visitar a Table Mountain

O maior cartão postal da África do Sul é a Table Mountain. Esse passeio é o mais esperado entre os casais que amam atrações ao ar livre, sobretudo para aqueles que não dispensam admirar uma bela paisagem. A maioria dos casais sobe até o cume de bondinho.

Caso você goste de aventura, também é possível acessar a montanha através de trilhas.

Conhecer o V&A Waterfront

Em sua visita a Cape Town, aproveite para jantar nos restaurantes localizados no V&A Waterfront. Com toda certeza, você vai se encantar pelos sabores e apreciar a bela Table Mountain ao fundo. Só para ilustrar, algumas das nossas indicações são: o Ocean Basket, o Harbour House e o Sevruga.

Também na região, é possível avistar toda a cidade do alto junto ao seu amor na famosa Cape Wheel, a roda gigante de Cape Town. Alguns turistas costumam levar vinho e lanches para esse passeio, ou seja, é o momento perfeito para um piquenique romântico nas alturas.

Lua de Mel Cape Town

Explorar os Mercados Gastrônomicos

As atrações culturais são outro destaque de Cape Town, afinal, existem vários mercados gastronômicos com música ao vivo e artesanatos locais espalhados pela cidade. Alguns exemplos:

  • Mojo Market

O Mojo Market está localizado no Sea Point e atrai diversos turistas que querem comer o melhor da comida sul-africana. O espaço conta com 30 stands de comida, quatro bares e uma área dedicada ao artesanato. Além disso, é possível desfrutar de apresentações ao vivo de artistas locais todos os dias e de forma gratuita.

  • V&A Food Market

O V&A Food Market é um mercado gastronômico completo, portanto não deixe de visitar esse lugar incrível. Por lá, você encontrará culinária de vários lugares do mundo, por exemplo, comida indiana, tailandesa e também italiana. No local, ainda é possível encontrar pratos veganos e vegetarianos.

  • Bay Harbour Market

Outro lugar muito apreciado por quem visita Cape Town é o Bay Harbour Market. Assim como as outras feiras gastronômicas já mencionadas, você encontrará diversas lojas para se deliciar com sabores maravilhosos da culinária africana. Além disso, o Bay Harbour Market possui um vasto comércio de artesanatos e música ao vivo.

Apreciar obras de arte

Para os apaixonados por arte, fica a dica de fazer um date romântico no museu de arte contemporânea Zeitz Museum. Logo após, você pode subir até o sexto andar do edifício e tomar alguns drinks no Ocular Lounge.

Se conectar na natureza

Durante a sua estadia, você ainda pode explorar a natureza em caminhadas pela orla de Camps Bay, assistindo ao pôr do sol em Clifton Beach.

Outra dica é visitar os pinguins na praia de Boulders Beach. Esse passeio faz parte da Península do Cabo, uma atração que também não pode faltar no seu roteiro. Ao longo do trajeto até a região, os casais costumam parar na estrada de Chapmans Peak para fazer lindas fotos com o pôr-do-sol. Garantimos que será um momento memorável.

Degustar vinhos

Aliás, o bairro de Constantia é um passeio bem tranquilo e sempre agrada os casais. A região é conhecida por suas fazendas e vinícolas, por lá você poderá degustar vinhos e apreciar as tours pelas adegas. Se você não se convenceu, Cape Town ainda oferece passeios de mergulho com tubarões, experiências gastronômicas únicas e muita história.

Hospedagem Lua de Mel: One & Only

Só para ilustrar, um dos motivos para você se hospedar no resort é a bela vista da Table Mountain. Além disso, o ambiente é tranquilo e possui acomodações confortáveis.

O hotel é dividido em duas partes: o prédio principal e a ilha artificial. Existem diversas atividades por lá: você pode relaxar no spa, fazer Stand Up, nadar e muito mais. Os casais costumam se divertir na cidade e voltar para um saboroso jantar no One & Only.

Preço diária: ZAR 13,500

Lua de mel em Stellenbosch

Stellenbosch é uma cidade com vinícolas famosas da África do Sul, portanto a rota de vinhos é a atração principal de quem decide passar alguns dias da lua de mel. Os casais gostam do clima aconchegante e pacato que encontram por lá. Esse destino é ótimo para passeios mais intimistas. Conheça algumas vinícolas:

  • Delaire Graff

Fundada em 2009, a Delaire Graff é uma vinícola extremamente luxuosa. A arquitetura moderna da fazenda se destaca quando comparada com a estrutura de outras vinícolas centenárias da região. É possível se hospedar por lá e também fazer degustação de vinhos, porém o que atrai os turistas são os dois restaurantes da propriedade. O Delaire Graff Restaurant é focado na culinária local e seu menu varia a cada estação. Já o Indochine produz pratos da culinária asiática.

  • Middelvlei

A vinícola Middelvlei possui um legado de 100 anos. No local, são produzidos vinhos de excelente qualidade pelos irmãos Tinnie e Ben Momberg. Além da vinícola, o restaurante da propriedade oferece diversas comidas típicas sul-africanas. Por exemplo, o Boerewors, uma salsicha artesanal feita com carnes e especiarias.

  • Zorgvliet

A propriedade de Zorgvliet é pequena, o que dá ao local um ar acolhedor. É possível se hospedar no local. Se você estiver interessado em fazer um picnic, a Zorgvliet organiza lindas cestas para você sair e se sentar no campo.

Além das vinícolas, a região possui alguns spas famosos, por exemplo o Lanzerac Hotel & Spa. O local oferece várias opções de massagem, cuidados com a pele e saunas para o conforto do casal. Assim, você e seu amor podem ter uma experiência relaxante completa.

Stellenbosch é uma cidade bonita e fácil de explorar, por isso uma boa dica é alugar bicicletas e passear pelos campos da região. Além de ser um passeio divertido para sua lua de mel, essa é uma atração ecologicamente sustentável.

Lua de mel
Spa na Lua de Mel por @lanzeracestate

Em seguida, o casal pode experimentar fazer um piquenique romântico em Hartenberg. A propriedade é lar de diversas plantas nativas e alguns animais. 

Provavelmente, você conseguirá avistar aves e antílopes africanos por lá. Ah e não se preocupe com a comida, a fazenda possui um menu especial para piqueniques, incluindo até a versão vegetariana do  cardápio.

Por fim, os casais que amam uma atração cultural podem passear pelos jardins de Delaire e apreciar as incríveis esculturas. É impossível não se apaixonar, afinal a área expõe diversas artes contemporâneas sul-africanas maravilhosas.

Hospedagem Lua de Mel: Spier Hotel

As acomodações do Spier Hotel agradam a todos. Principalmente, os casais que gostam de caminhar pela fazenda e fazer passeios de bicicleta. Além disso, vocês podem provar os vinhos premiados da casa,  passear pelo mercado de artesanato ou reservar um tratamento de spa rejuvenescedor do local.

Preço diária: ZAR 11,200

Lua de mel no Kruger

A região do Kruger, localizada no nordeste da África do Sul, é bastante conhecida pelos safáris. Tanto o parque nacional quanto as reservas privadas da região possuem um bioma único e suas savanas são o habitat de vários animais selvagens. 

Para explorar essa área de preservação, existem os game drives, no qual os guias ou rangers entram com veículos bem equipados em meio a natureza e os visitantes podem observar as espécies.

Lua de Mel Kruger
Casal em safári por @helenowen

Os casais ainda podem ter a chance de conhecer os Big Five (leões, elefantes, búfalos, leopardos e rinocerontes), sem dúvida uma oportunidade única. Alguns safáris oferecem a opção de fazer esses passeios de helicóptero e até mesmo de balão.

Nas reservas privadas, o safári noturno também é uma opção. O mais legal dessa viagem é estar em contato com a natureza, além de aproveitar os luxuosos lodges da região. Algumas das atividades que você pode fazer nas acomodações incluem: nadar nas piscinas, experimentar o melhor da comida sul-africana e relaxar no spa.

Hospedagem Lua de Mel: Sabi Sabi Earth Lodge

Lua de Mel no Kruger
Earth Lodge no Kruger

O Kruger consegue oferecer diversos lodges luxuosos, mas nada se compara a experiência no Sabi Sabi Earth Lodge. O casal pode aproveitar os safáris e depois relaxar com rituais holísticos, tratamentos e massagens para o corpo e a pele.

O atendimento é excelente, cada suíte tem seu próprio mordomo e também o seu próprio pátio e piscina privada. O lodge se destaca pela sofisticação, elegância e um design moderno.

Preço diária: ZAR 31,300

Experiência de quem viajou em Lua de Mel para África do Sul

A nossa cliente Tainara Ferreira foi para a África do Sul. A lua de mel do casal contou com um roteiro personalizado passando por alguns dos pontos turísticos aqui já mencionados.

  • Joanesburgo – 2 dias

Os recém-casados iniciaram a viagem em Joanesburgo e ficaram hospedados no Signature Lux Hotel Sandton. Tainara e seu esposo passaram duas noites por lá e aproveitaram para conhecer um pouco mais da parte histórica da África, como o bairro de Soweto e o museu do Apartheid.

Hospedagem: Signature Lux Hotel Sandton

  • Kruger – 2 dias

Em seguida, o casal partiu para a região do Kruger para realizar o sonho de ver os Big 5 e a savana. A reserva escolhida foi a Rukiya Camp, onde eles também passaram duas noites. Tainara e seu companheiro desfrutaram da piscina e do café-da-manhã delicioso na reserva.

Hospedagem: Rukiya Camp

  • Cape Town – 4 dias

Sem dúvida, o momento mais esperado pelo casal era a viagem até Cape Town. Em seu primeiro dia de estadia, Tainara visitou a Table Mountain e se encantou com a vista da cidade. No dia seguinte, foi a vez de conhecer a praia de Muizenberg, os pinguins de Boulders Beach e o Cabo da Boa Esperança.

Além de aproveitar as atrações da Cidade do Cabo, o casal vivenciou uma experiência gastronômica totalmente diferente no Gold Restaurant. Afinal, o menu possui pratos típicos de todo o continente africano,Alémapresentações típicas e músicas tocando durante o jantar imersivo.

Hospedagem: Cape Town Hotel Lodge

  • Stellenbosch – 2 dias

Finalizando, o casal optou por conhecer as vinícolas e o clima bucólico de Stellenbosch. Tainara amou as tours pelas adegas e fez algumas degustações. Ambos concordam que um dia querem voltar para ver mais desse país incrível.

Hospedagem: Protea Stellenbosch

Lua de Mel Tainara
Feedback da Tainara Ferreira

Reserve a sua lua de mel com a Viin!

Gostou de conhecer um pouco mais sobre a África do Sul? A nossa assessora de viagem pode montar um roteiro personalizado para sua lua de mel no país. Comente aqui quais os lugares você gostaria de visitar com seu amor.taria de visitar com seu amor.


Aliás, para os noivos que planejam fazer um destination wedding ou querem compartilhar a informações personalizadas com seus convidados, a dica do site Noiva Pergunta é criar um site gratuito para o seu casamento. Confira o artigo do blog para saber mais.

Lion’s Head: saiba tudo sobre a trilha

A trilha de Lion’s Head é uma das preferidas dos turistas e moradores de Cape Town. Mesmo quem não tem a prática de se aventurar em meio a natureza, costuma ficar com vontade de fazer esse passeio.

Separamos algumas informações necessárias para você se aventurar nessa trilha. Confira a seguir:

Sobre a Lion’s Head

Lion's Head

A Lion’s Head é uma montanha de 669 metros localizada entre a Table Mountain e Signal Hill. O lugar faz parte do Parque Nacional da Table Mountain, nesse sentido, o local é bem preservado e seguro para fazer hiking.

O nome da montanha foi dado pelos holandeses no século XVIII, durante o período em que a África do Sul era uma colônia. A denominação “Lion’s Head” se refere ao característico formato do cume, que lembra uma cabeça de leão. 

Ao chegar no topo da montanha, é possível avistar Camps Bay, o Oceano Atlântico, Sea Point, Table Mountain, Twelve Apostles e o City Bowl. Em resumo, quase todos os principais pontos de Cape Town.

Como chegar a Trilha Lion’s Head

Para acessar a entrada da Lion’s Head, os visitantes seguem até o estacionamento da Signal Hill Road. Você pode alugar um carro ou optar por um aplicativo de transporte para se deslocar até lá .

A partir do estacionamento, você encontrará facilmente um caminho de terra que circunda a montanha e leva até o destino final. Não tem erro.

Trilha Lion’s Head

Ao contrário dos turistas que visitam a Table Mountain de bondinho, quem deseja chegar ao topo da Lion’s Head só consegue através de sua trilha. Essa caminhada é bem popular, especialmente durante o pôr do sol.

Mapa trilha Lions Head
Mapa trilha Lion’s Head

A trilha se estende ao longo de 5 km (ida e volta), portanto esse percurso pode ser feito em aproximadamente 2 horas. Aliás, é importante saber que a Lion’s Head classifica-se como nível intermediário, portanto o caminho é mais difícil para quem não está acostumado a fazer esse tipo de escalada.

Inclusive, existem dois percursos na montanha: um para turistas, no qual o hiking é mais fácil, e outro para quem gosta de algo mais desafiador. Ambos os trechos são bem sinalizados, você saberá qual seguir de acordo com a informação das placas. 

Ainda que a subida seja mais difícil que algumas outras trilhas, vale a pena chegar ao final e assistir a paisagem lá do alto.

Qual a melhor hora para subir a Lion ‘s Head?

Quem visita a Lion’s Head garante que o melhor momento para subir é durante o pôr do sol. Afinal, as luzes proporcionam um visual inesquecível. Para chegar no topo da montanha no horário certo, o ideal é começar a subir a trilha no máximo até as 16h.

Porém, vale lembrar que a descida após o pôr do sol pode ser um pouco complicada devido a escuridão. Leve sua lanterna e desça devagar.

Alguns turistas também gostam de fazer a escalada em noite de lua cheia, assim a luz natural consegue deixar o caminho mais visível. É comum se reunir em grupos e apreciar o céu, além da vista de Cape Town obviamente.

Independentemente do horário da subida, certamente é um momento inesquecível!

Dicas para fazer a trilha

Não vá sozinho

Fazer a trilha sozinho pode ser perigoso, caso algum acidente ocorra se torna mais difícil buscar ajuda. Então, sempre faça a trilha em grupo ou com um guia. 

Leve Itens Essenciais

Assim como em qualquer caminhada, alguns itens são essenciais: garrafa com água, protetor solar, sapatos adequados e chapéu para se proteger do sol.

Se prepare

Antes de começar a escalada, faça alguns alongamentos. Se você planejou sua viagem para o próximo mês, tente fortalecer os músculos da perna nesse meio tempo, assim o passeio vai ser bem mais fácil.

Por que escolher Lion’s Head para fazer hiking?

Após quase dois anos de reclusão, muitos viajantes têm a vontade de retornar às suas aventuras. Conforme a vacinação avançou, as fronteiras foram reabertas e o turismo voltou a ser possível. Então, mais pessoas estão procurando lugares ao ar livre e com experiências diversas para conhecer.

A Lion’s Head é a definição perfeita do que os amantes de trekking e hikings estão buscando. Muita tranquilidade, uma paisagem incrível e vários desafios até o objetivo final.

Além disso, a trilha se localiza em Cape Town, uma cidade que está recheada de atrações para explorar e diversos pontos turísticos em meio a natureza.

Vale lembrar que passeios ao ar livre são mais seguros que atrações turísticas em ambientes fechados. Portanto, ainda que existam diferentes níveis de lockdown na cidade, as atividades de caminhada são permitidas nas reservas e parques ambientais. As únicas limitações impostas se dão a partir do nível de alerta 3. Nessa fase, os hikings devem ser realizados entre as 6h e 18h, evitando a formação de grandes grupos.

Ficou com vontade de fazer essa trilha? Planeje com a nossa assessora de viagens a sua viagem para Cape Town!

#5 atrações culturais na África do Sul

A África do Sul é conhecida por suas belezas naturais e passeios radicais, porém o país tem muito a oferecer com suas atrações culturais. Seja em sua arquitetura, história, arte, gastronomia e tantos outros passeios incríveis. Para que você saiba como montar seu roteiro, separamos 5 lugares para visitar no território sul-africano.

Apartheid Museum

Atrações Culturais Apartheid

Em Joanesburgo, a maior cidade da África do Sul, existe muita história de luta e resistência contra o regime segregacionista que perdurou por 44 anos no país. O Museu do Apartheid retrata o início e o final desse período.

O lugar foi inaugurado em 2001 e, atualmente, é reconhecido como o museu mais proeminente no mundo ao tratar sobre esse momento da história.

A sociedade sul-africana mudou completamente com a extinção do apartheid. Quem visita o museu consegue entender o passado e perceber que a África do Sul está criando um futuro mais justo para todos.

Entrada: 150 rands por pessoa.

Horário: segunda a domingo, 09h às 17h.

Mandela House

Também localizada em Joanesburgo, a casa de Mandela é um dos principais pontos turísticos de Soweto. O bairro foi lar de dois ganhadores do Nobel da Paz: Nelson Mandela e Bispo Desmond Tutu. Curiosamente, ambos viveram e moraram na mesma rua, a Vilakasi Street.

Com o propósito de contar a história do ex-presidente sul-africano, a casa de Mandela foi transformada num museu. Ela foi construída em 1945, mas Nelson Mandela se mudou para o local apenas em 1946. O ativista morou na casa com sua esposa e seu filho mais velho. Após o divórcio, em 1957, ele passou a viver no local com a nova esposa, Winnie. 

A Mandela House reproduz quadros, fotografias, móveis e vários artigos pessoais da época que o ativista viveu na casa. Com certeza, você se sentirá dentro de uma capsula do tempo. 

Entrada: 60 rands por adulto.

Horário: segunda a domingo, de 9h às 16h45.

Zeitz Mocaa

Quem visita Cape Town fica maravilhado com o Zeitz Mocaa. Afinal, esse é o maior museu de arte contemporânea do continente africano. Sua inauguração ocorreu em 2017 e desde então já recebeu diversas exibições artísticas.

Ainda que as artes e exposições sejam incríveis, o que mais chama a atenção do local é sua arquitetura. O Mocaa foi construído num antigo silo de grãos. Devido ao grande espaço, foi possível montar uma estrutura com nove andares e abrigar várias galerias.

O museu oferece exibições temporárias e também permanentes. Só para exemplificar, o Zeitz recebeu nos últimos anos mostras sobre fotografia, moda e Moving Image. Além disso, a instituição é responsável pelo Centro de Educação Artística, o Centro de Imagem em Movimento e um espaço para artistas emergentes.

Entrada: 210 rands por adulto.

Horário: quinta a domingo, de 10h às 16h.

District Six Museum

Atrações Culturais África do Sul

Em Cape Town, o apartheid também afetou diversas vidas. Mas principalmente no bairro Distrito Seis, o qual era habitado por uma comunidade multicultural e étnica. Por causa da Lei das Áreas de Agrupamento, no dia 11 de fevereiro de 1966 o governo declarou a região como uma área exclusiva para brancos. Logo em seguida, os moradores do bairro foram retirados do local.

Com o fim do regime segregacionista, mais pessoas começaram a buscar histórias e a vivência no bairro. Sendo assim, criaram o museu District Six para exibir fotos e documentos que mostrassem a resistência dessa comunidade durante o apartheid. Atualmente, as tours do museu são feitas por antigos residentes do bairro. Então, os visitantes conseguem ter uma experiência mais real do que aconteceu ali no passado.

Entrada: 30 rands por pessoa (visita auto-guiada) ou 55 rands por pessoa (com guia)

Horário: segunda a sábado, de 9h às 16h.

Castle of Good Hope

Atrações Culturais África

A África do Sul cuida de alguns prédios e estruturas do tempo colonial, um exemplo disso é o Castelo da Boa Esperança. Conhecido como o edifício mais antigo do país, a construção se localiza em Cape Town e foi erguido pela Companhia Holandesa das Índias Orientais.

Durante o ano de 1999, o local foi restaurado e transformado em museu. Em sua visita, você pode observar antigas mobílias da época colonial, artefatos preservados e até mesmo pinturas. Além disso, o museu dá acesso ao Castle Military Museum e ao William Fehr Collection.

Uma parte do castelo foi usada como prisão na Segunda Guerra dos Bôeres (1899-1902), por isso é possível visitar algumas celas que permaneceram no local.

Entrada: 50 rands por adulto, crianças pagam meia.

Horário: segunda a domingo, de 9h às 16h.

Dicas para visitar atrações culturais na África do Sul

  • Consulte sempre o site do museu ou passeio que irá fazer, pois os preços e horários podem sofrer alterações;
  • Em espaços fechados, sempre use máscara e faça a higienização correta das mãos;
  • Ainda que os museus não sejam os principais pontos turísticos na África do Sul, compre seu ingresso com antecedência durante a alta temporada para garantir sua entrada;
  • Se você quiser um passeio mais completo, lembre que existe sempre a possibilidade de contratar um guia;

Atrações culturais: melhor época para conhecer

É possível visitar museus e atrações culturais na África do Sul o ano inteiro. Apesar disso, algumas atrações tem mais procura em determinadas épocas do ano. Sendo assim, em alguns meses existem grandes filas e bastante movimentação.

A época de baixa temporada é o inverno, ou seja, entre os meses de junho e agosto. O clima fica mais seco e muitos turistas preferem visitar a região do Kruger para avistar animais.

Já o verão, nos meses de outubro até março, atrai bastante turistas. Esses meses são de alta temporada, por isso os preços aumentam e mais pessoas procuram os passeios culturais.

Caso você queira visitar os safáris, as praias e também museus, vale a pena embarcar para a África do Sul nos meses de meia estação.

Quais atrações culturais você deseja visitar?

Diante de tantos passeios interessantes, aposto que você encontrou o seu preferido. Comente aqui se você já visitou alguma dessas atrações. Caso você queira planejar uma viagem para a África do Sul, converse com a nossa assessora de viagem para saber o melhor roteiro.

Intercâmbio em Cape Town

Muitos estudantes têm vontade de fazer intercâmbio em Cape Town. A cidade oferece várias experiências culturais, gastronômicas e é uma ótima oportunidade para treinar o inglês, com programas que oferecem bom custo x benefício.é a chance perfeita para treinar o idioma.

Além disso, por se tratar de um país muito semelhante ao Brasil, a África do Sul se tornou um destino muito procurado pelos intercambistas brasileiros. Que tal conhecer mais sobre esse lugar incrível? Nesse artigo, trazemos dicas e informações para quem deseja realizar o sonho de estudar no exterior.

Sobre Cape Town

Cape Town

A cidade portuária de Cape Town é a Capital Legislativa da África do Sul. O lugar não é apenas lar da Table Mountain, mas também do belo jardim botânico de Kirstenbosch e do bairro de Bo Kaap.

Quem visita Cape Town consegue aproveitar o melhor do espaço urbano, além de ter uma vivência em meio a natureza. Os intercambistas costumam explorar museus e bairros históricos na cidade, assim como se divertir ao ar livre nas praias e trilhas.

O idioma oficial é o inglês, por este motivo Cape Town atrai vários intercambistas de todo o mundo interessados em aprimorar essa língua. Sobretudo, o interesse pela cidade aumentou depois da Copa do Mundo de 2010.

O que você precisa saber antes do seu intercâmbio para Cape Town?

  • Estudantes brasileiros precisam de visto caso fiquem mais de 90 dias no país;
  • Não é mais preciso apresentar o teste de PCR negativo ao embarcar para o país, porém o teste é exigido em algumas escalas internacionais;
  • O passaporte deve ter data de expiração superior a 6 meses da data da viagem;
  • É obrigatório apresentar o certificado internacional de vacina contra febre amarela;
  • A moeda sul-africana se chama Rand (ZAR);
  • Existem dois principais serviços de aplicativos de transporte, o Bolt e o Uber;
  • O inglês sul-africano sofreu influências das línguas zulu e africâner, por isso existem algumas características específicas no sotaque do país.

Mapa de Cape Town

Bairros Intercâmbio em Cape Town

Cape Town possui alguns bairros famosos entre os intercambistas e turistas, portanto é bem provável que eles estejam na sua rotina de estudante. Entre os principais estão: Camps Bay, City Bowl, Clifton, Bo Kaap, Green Point e Sea Point. Ah, e também não dá pra esquecer do Waterfront, um complexo turístico em Cape Town cheio de restaurantes e atividades para fazer.

Em Camps Bay ficam as praias mais badaladas da cidade, é comum assistir ao pôr do sol no local e aproveitar um belo dia com os amigos. Já o City Bowl concentra vários museus e restaurantes, certamente você vai querer conhecer a Long Street e o Castelo da Boa Esperança por lá.

Um dos mais famosos bairros de Cape Town é o Bo Kaap, afinal, ele possui uma história riquíssima e também é conhecido por suas casinhas coloridas. Normalmente, o lugar vive bem movimentado.

O bairro de Clifton também é famoso por suas praias e águas cristalinas, aproveite para conhecer o lugar durante o verão sul-africano. Por último, os bairros de Green Point e Sea Point ficam próximos ao V&A Waterfront e concentram diversos bares para aproveitar a noite.

Tipos de Intercâmbio em Cape Town

Você sabia que existem diferentes tipos de intercâmbios? A decisão sobre qual escolher pode depender do seu objetivo no país ou cidade em questão.

Na Cidade do Cabo, existem diversas oportunidades, desde Intercâmbio High School até o Voluntariado. Conheça algumas delas a seguir:

High School

O intercâmbio no formato High School, basicamente oferece ao aluno a oportunidade de viver o ensino médio num outro país. Cape Town é extremamente rica em cultura e possui uma boa infraestrutura, sendo assim é uma cidade tranquila para intercambistas de primeira viagem.

Diferente de outros países, o ano letivo na África do Sul coincide com o período de aulas do Brasil. Isso facilita a adaptação dos alunos brasileiros.

As aulas acontecem em inglês e seguem o currículo sul-africano, portanto é possível fazer atividades extracurriculares durante o High School. Como resultado, o intercambista consegue se inserir na comunidade e ainda aprender bastante sobre Cape Town.

Aliás, uma host family recebe o intercambista e dá o devido suporte durante qualquer emergência.

Intercâmbio de Idiomas

Esse tipo de intercâmbio é procurado por aqueles que querem aprimorar um novo idioma num outro país. Normalmente, o intercambista faz um curso, como o inglês, com duração mínima de duas semanas. Nesse período o aluno consegue se inserir na língua e também na cultura local.

Alguns programas de intercâmbio disponibilizam diferentes tipos de cursos de acordo com o desejo do aluno. Por exemplo, existem intercambistas que querem aperfeiçoar o idioma, já outros desejam focar no inglês para entrar no mercado de trabalho.

Mesmo com algumas diferenças entre as escolas em Cape Town, é comum que os intercambistas desse tipo de programa sejam acomodados em host familys ou em residências estudantis.

O mais legal dessa experiência é viver entre os nativos da língua, assim como encontrar pessoas de outros países que têm a mesma vontade de aprender um novo idioma.

Voluntariado

O Trabalho Voluntário no exterior pode ser uma experiência tão agregadora quanto o Intercâmbio de Idiomas. Em Cape Town, você tem a chance de cuidar de animais, ajudar em parques de preservação ambiental ou trabalhar em projetos sociais de educação.

Você desenvolverá as habilidades de falar o idioma, além disso, terá a oportunidade de atuar em causas importantes. Esse programa é voltado para aqueles que querem aprender algo novo enquanto mudam o contexto ao seu redor.

No entanto, por se tratar de um voluntariado, na maioria das vezes o intercambista deve arcar com suas despesas de hospedagem, alimentação, passagens e transporte. Fique atento às regras do programa que escolher.

Intercâmbio Graduação

Muitos alunos da graduação costumam optar por Cape Town no momento de realizar um intercâmbio. Afinal, a melhor faculdade da África do Sul está localizada na região, a Universidade da Cidade do Cabo.

O intercâmbio de graduação exige um pouco mais do aluno, pois é preciso ter o conhecimento mínimo do idioma e comprovar através de exames como o TOEFL ou Cambridge. O processo é um pouco mais demorado, mas vale muito a pena.

Cada faculdade exige um tipo de teste para a admissão de alunos. Na UCT algumas das regras para tentar uma vaga na universidade são:

  • Não estar no último ano da faculdade
  • Deve ter uma boa posição acadêmica em sua universidade de origem
  • A nota média escolar (GPA) deve ser 65% ou superior
  • Possuir o teste TOEFL iBT válido (não mais de 2 anos) com uma pontuação geral de 88 ou superior

A Universidade da Cidade do Cabo é pública e foi fundada em 1829. Ela é considerada a faculdade mais antiga do país. A instituição é referência e está entre as 200 melhores universidades do mundo segundo o World University Rankings 2020.

Motivos para fazer intercâmbio: cultura e história

Um dos motivos para visitar a África do Sul é a sua cultura e passado. Cape Town consegue oferecer histórias incríveis e museus diversos para os intercambistas. Confira a seguir:

  • District Six Museum

Um lugar essencial para conhecer durante seu intercâmbio é o District Six Museum. O local conta a história do bairro District Six, onde mais de 60 mil negros foram expulsos de suas casas para dar lugar a uma área branca durante o Apartheid. Esse memorial ajuda os visitantes a entenderem melhor o que foi esse período.

Visite District Six Intercâmbio Cape Town
District Six Museum
  • Robben Island

Outro local que é marcado pela história do regime segregacionista é a Robben Island. A ilha era uma prisão política, foi lá que Nelson Mandela passou 18 anos preso. Atualmente, o local é um museu e faz tours, é possível aprender muito sobre o que aconteceu no passado sul-africano nessa atração turística.

  • Zeitz Mocaa

Além disso, não só os passeios históricos chamam a atenção de quem visita a cidade, cada vez mais os artistas e a cultura são valorizados em Cape Town. Um exemplo disso foi a criação do museu Zeitz Mocaa que está localizado no V&A Waterfront. Só a arquitetura do local já consegue chamar a atenção do público, a estrutura foi erguida nos silos antigos da área portuária.

Quanto custa o intercâmbio para Cape Town?

Antes de tudo, é importante saber que a moeda sul-africana é desvalorizada em comparação ao real. Portanto, o preço do intercâmbio é bem mais barato se comparado a outros destinos como Estados Unidos e Reino Unido. Porém, a maioria das escolas de inglês cobram os preços em dólares, pois recebem estudantes de vários países e esse processo facilita a transação.

Para estabelecer o custo, simulamos uma situação de um intercâmbio de idioma com duração média de 4 semanas, carga horária básica de 20 aulas semanais, juntamente com o apoio de uma host family e taxas escolares. Nesse sentido, os custos são:

  • Curso: US$ 1100
  • Acomodação: US$ 960
  • Taxa de Matrícula: US$ 50
  • Placement Fee: US$ 35
  • Total: R$ 9,5K – R$ 10,4K

A experiência de quem já fez Intercâmbio em Cape Town

A Daniella Bolincenha fez sua primeira viagem internacional sozinha para Cape Town. A intercambista escolheu a cidade por ser apaixonada em praias e animais, sendo assim o destino foi perfeito para Daniella.

Intercâmbio em Cape Town
créditos: @danibolincenha

Além disso, o desejo era se aventurar em outro país e falar inglês.

“Também queria conhecer outras culturas e pessoas de países diferentes”.

Para aproveitar tudo o que a cidade tinha a oferecer, a dica que Daniella dá aos futuros viajantes é ficar mais de duas semanas no território sul-africano.

Daniella contou ainda que enfrentou alguns medos, como o de se perder nos aeroportos ou não saber se virar num idioma diferente. No fim deu tudo certo “Foi a melhor experiência da minha vida! Conheci pessoas sensacionais que quero guardar pra sempre na minha lembrança!⁣”

intercâmbio Cape Town

Confira algumas dicas da intercambista:

Intercâmbio em Cape Town

Quer fazer intercâmbio em Cape Town? Planeje conosco!

Como foi dito no artigo, Cape Town é um dos destinos mais bonitos do mundo. Fazer intercâmbio nessa cidade é uma experiência incrível. Faça o planejamento dos seus estudos conosco.

Robben Island: saiba tudo sobre a prisão

Cape town é o destino de viagem preferido dos turistas que amam aventura, natureza e muita cultura! Entretanto, a cidade consegue oferecer mais que isso, passeios históricos como a Robben Island são essenciais para entender a região.

A ilha em questão foi uma prisão durante o período do Apartheid. Atualmente, o local é um museu que oferece tour educativos sobre tudo o que ocorreu nesse período sombrio na África do Sul.

Sobre a Robben Island

A Robben Island foi usada como isolamento de pessoas desde o século 17. Nesse sentido, a ilha já teve diversas funções: chegou a ser uma colônia de leprosos e um hospital psiquiátrico. O local fica na costa oeste de Bloubergstrand em Cape Town.

Em 1961, Robben Island virou uma prisão para ativistas políticos durante o regime segregacionista conhecido como Apartheid. Dentre os presos estava Nelson Mandela, que ficou encarcerado por 18 anos no local.

Entrada Robben Island
Entrada Robben Island

Hoje em dia a ilha não é mais uma prisão, em seu lugar existe um museu na qual são feitas tours com os ex-prisioneiros. A atração é considerada um Patrimônio Nacional da África do Sul e também um Patrimônio Mundial da UNESCO.

Nelson Mandela preso na Robben Island

O ex-presidente da África do Sul, Nelson Mandela, foi preso em 1964. A acusação foi de que o ativista conspirou contra o governo e planejou fazer ataques armados.

Durante seu período de encarceramento, as condições da prisão eram precárias. Vários presos ficavam em celas pequenas com apenas um colchão fino para dormir. Além disso, os prisioneiros negros recebiam uma alimentação escassa em comparação aos outros de pele branca.

Celas Robben Island
Celas na Robben Island

A libertação de Mandela só ocorreu em 1990, com a pressão internacional de vários líderes e ativistas ao redor do mundo. Após a soltura, ele foi eleito presidente do país em 1994.

Como conhecer a Robben Island

Para fazer a visita a Robben Island é preciso pegar um barco no V&A Waterfront. Existem barcos partindo diariamente às 9h, 11h, 13h e, durante o verão, 15h. É bom verificar as condições climáticas antes de reservar seu ingresso, em dias chuvosos o barco não parte para a ilha. O ingresso custa R600 para adultos e metade para crianças, incluindo a ida e volta.

A bilheteria fica no mesmo local de embarque, isto é, no Nelson Mandela Gateway, ao lado do prédio ClockTower, no Waterfront. Além dessa opção, existe a possibilidade de comprar os tickets online, clique aqui. O melhor é mesmo fazer isso com antecedência.

Robben Island Tour
Tour na Robben Island

Ao entrar no museu, você será guiado por um ex-prisioneiro, que explicará como era o dia-a-dia na prisão, os trabalhos que os encarcerados eram obrigados a fazer e as diferenças de tratamento entre presos devido a suas raças.

O passeio leva em média 4 horas para ser feito, portanto reserve um dia mais tranquilo em sua viagem para conhecer essa atração. O tour leva os visitantes para todas as instalações da ilha. Então, os turistas conseguem conhecer os quartos, as solitárias, banheiros e os espaços ao ar livre que eram destinados para jogos entre os presos.

Itinerário na Robben Island

A rota da excursão na ilha inclui o cemitério de pessoas que morreram de lepra durante o período em que a colônia de leprosos ainda era ativa no local. Depois disso, o guia leva os visitantes até a pedreira onde os prisioneiros da ilha trabalhavam. A seguir, os turistas conhecem os antigos bunkers do exército e da marinha, onde aconteciam treinamentos de ataque e defesa.

Após essas atrações, o itinerário segue para a prisão de segurança máxima. Neste momento os turistas têm uma verdadeira aula sobre o apartheid e a história sul-africana.

Informações importantes

Horário das barcas: segunda a domingo, às 9h, 11h, 13h, 15h;

Preço: R600 por adulto, R 310 por criança;

Local de embarque: Nelson Mandela Gateway, ao lado do prédio ClockTower no V&A Waterfront;

Duração: aproximadamente 4 horas;

Experiência de quem já fez o passeio

Letícia Moraes fez esse passeio em 2019 e garante que é uma experiência única. “A viagem de barco até a ilha durou aproximadamente 40 minutos e é bem tranquila”. Uma dica que Letícia dá aos turistas é levar um casaco, pois venta bastante em algumas partes do trajeto.

A turista também indicou o que fazer caso você acesse o site e veja que as vendas online estão esgotadas. “Tente ir até a bilheteria,às vezes, ainda pode ser possível garantir o seu lugar no passeio.”

Ao chegar na ilha, os guias dividiram os visitantes em dois grandes grupos para entrar na prisão. “O que me impactou foi que um ex-prisioneiro acompanhou nossa visita. Ele contou suas experiências e tudo o que viveu enquanto esteve preso.” Letícia se emocionou com suas histórias e tudo o que viu na ilha.

Paisagem Robben Island
Visão da Table Mountain na Robben Island

Antes de voltar para o cais, os guias fazem uma parada com os turistas num café da ilha. “Dá para comprar um lanche, ir ao banheiro e apreciar a vista da Table Mountain antes de voltar para Cape Town”.

Quer visitar a Robben Island? Faça nossa assessoria de viagem e inclua o passeio no seu roteiro.

Melhores restaurantes de Cape Town

Viagens são o momento perfeito para explorar novos sabores, especialmente nos restaurantes de Cape Town você terá a chance de conhecer a gastronomia sul-africana. Prepare-se para experimentar vários tipos de carne e os famosos vinhos do país.

Neste artigo, separamos dicas de lugares para comer pensando no conforto, no preço, tipos de cozinha e localização. Confira os melhores restaurantes aqui a seguir.

Gold Restaurant

Gold Restaurant

O Gold Restaurant é uma verdadeira experiência africana, afinal, pratos típicos de todo o continente estão no menu. Não só isso, como também há danças e músicas tocando durante toda a refeição. O objetivo é dar aos clientes uma experiência imersiva.

A degustação no Gold Restaurant contém 14 pratos, divididos entre entradas, pratos principais e sobremesa. Cada refeição representa algum país da África, ao longo do jantar é possível aprender sobre o local de origem, as técnicas de cozinha e quais temperos são usados. Além disso, o restaurante faz pinturas faciais africanas nos clientes durante os intervalos das apresentações.

Caso você possua alguma restrição alimentar, como é o caso de vegetarianos e muçulmanos, o restaurante substitui alguns ingredientes dos pratos. Basta avisar durante a reserva.

O preço do jantar é fechado e as bebidas são cobradas à parte, o valor total depende da quantidade de pessoas que estão na mesa.

Endereço: 15 Bennett Street, Green Point, 8005;

Horário de Funcionamento: segunda a domingo – 18h30 às 23h;

Sevruga

O Sevruga Restaurant se destaca entre os restaurantes do V&A Waterfront, destino mais visitado da África do Sul. O menu do local abrange pratos da cozinha asiática, africana e grega. É possível desfrutar frutos do mar, sushis, carne de avestruz e grelhados.

Além disso, o local possui coquetéis requintados e vinhos sul-africanos. Você pode degustar tudo isso enquanto aprecia a vista de um belo pôr do sol. Aliás, o local é perfeito para um jantar mais intimista.

Ainda que esteja localizado no Waterfront, que possui bastante movimento de turistas, o restaurante consegue oferecer um ambiente tranquilo e relaxante. Com certeza você não vai querer sair de lá.

Endereço: Shop 4, Quay 5, V&A Waterfront;

Horário de Funcionamento: segunda a domingo – 11h às 23h;

Moyo Kirstenbosch

Restaurante Cape Town - Moyo

Um dos destinos preferidos de quem visita Cape Town é o Jardim Botânico de Kirstenbosch. Portanto, o restaurante Moyo que está localizado na área não poderia ficar de fora dessa lista. Somente a beleza do local já é um ótimo motivo para conhecer o restaurante.

No entanto, a culinária do Moyo não fica para trás e encanta os clientes. O restaurante consegue ser opção de quem quer almoçar em família ou mesmo daqueles que desejam celebrar entre amigos.

O cardápio inclui pratos típicos da culinária sul-africana, além de refeições vegetarianas e veganas.Tente experimentar o Durban Lamb Curry e o sorvete de Amarula, garantimos que não vai se arrepender.

Endereço:Kirstenbosch National Botanical Garden, 99 Rhodes Drive, Newlands;

Horário de Funcionamento: segundo a sexta – 11h às 18h; sábado e domingo – 9h às 18h;

Ocean Basket

Cape Town é cercada por um imenso litoral, então é bem comum que existam alguns restaurantes especializados em frutos do mar na área. O Ocean Basket é o melhor lugar para os apreciadores dessa culinária.

O primeiro restaurante Ocean Basket foi aberto em 1995 em Menlyn Park, Pretória. O sucesso foi tanto que surgiu a ideia de criar uma franquia e expandir para outras cidades.

O restaurante possui uma variedade de pratos inspirados na gastronomia mediterrânea. Nesse sentido, o cardápio inclui camarão, lula e fish&chips. Assim como, seu lendário molho cremoso de limão. Não deixe de provar.

Endereço: Shop No. 222, Victoria Wharf, The V&A Waterfront;

Horário de Funcionamento: segunda a domingo – 11h às 21h;

Harbour House

Restaurante Cape town

Por último, nossa indicação é o Harbour House. Se você procura um restaurante requintado e um ambiente deslumbrante, esse é o lugar ideal. Localizado no V&A Waterfront, o restaurante se destaca pela decoração e a culinária reconhecida internacionalmente.

O Harbour House é especializado em comida mediterrânea, por lá você vai experimentar peixes, ingredientes frescos e frutos do mar.

Você ainda terá uma das mais belas vistas de Cape Town durante sua refeição. O clima aconchegante é perfeito para conversar com amigos e família enquanto se delicia com os pratos da casa.

Endereço: Quay Four, Ground Floor, V&A Waterfront;

Horário de Funcionamento: segunda a domingo – 12h às 23h;

Red Bus: tours pela África do Sul

Quase todo turista já passou sufoco tentando se deslocar numa cidade que não conhecia, porém para aqueles que visitam a África do Sul existe um modo bem simples de conhecer pontos turísticos sem nenhuma preocupação, basta usar o Red Bus.

O característico ônibus vermelho é um transporte que circula em Cape Town e Joanesburgo, o serviço disponibiliza tours pelos principais pontos turísticos. Ou seja, é bem mais fácil se locomover e planejar o roteiro de sua viagem.

Também existem passeios para o Cabo da Boa Esperança e para as Vinícolas, nesse artigo falaremos mais sobre os diferentes pacotes e informações. Confira:

City Sightseeing

A City Sightseeing atua em várias cidades turísticas, então é bem provável que você já tenha visto esse ônibus em outros países. Seus ônibus possuem dois andares e são abertos para que os viajantes tenham uma ampla visão de tudo.

O transporte funciona no formato “hop-on hop-off”, isto é, os turistas iniciam a viagem com um grupo de pessoas e descem do ônibus para aproveitar a atração, depois embarcam novamente seguindo para o próximo destino da tour.

O Red Bus funciona sete dias por semana, durante todo o ano. Além da praticidade, essas tours são bastante seguras para quem não se sente confiante em se deslocar sozinho numa nova cidade ou país. Uma vantagem é que o serviço conta com um áudio com comentários sobre os locais em 15 idiomas, dentre eles o português.

Passeios de um dia com guia e pacotes

Os pacotes se diferenciam bastante. A maioria costuma cobrir um dia de passeio, porém outros levam mais tempo e incluem guias, como o de Cape Point e das Vinícolas. Aliás, o serviço também possui cruzeiros e experiências multiculturais.

Red Bus em Cape Town

O Red Bus de Cape Town faz 30 paradas em seu itinerário, com tantas atividades é bom ter o celular em mãos para tirar várias fotos. Existem algumas opções e diferenças entre os pacotes, veja a seguir:

Tour Clássico Cape Town

Esse pacote inclui um dia inteiro no ônibus, cobrindo as seguintes excursões: Cidade do Cabo até Table Mountain, Mini Península e Vale de Constantia, além da tour gratuita no Centro da Cidade de Cape Town.

  • Cidade do Cabo até Table Mountain: nessa tour você consegue ir ao teleférico da Table Mountain e no City Bowl;
  • Mini Península: o passeio circunda a parte de trás da Table Mountain, ou seja, você conhecerá os jardins de Kirstenbosch e Hout Bay;
  • Vale de Constantia: esse passeio inclui a visitação de três vinícolas da região de Constantia;
  • Centro de Cape Town: a tour passa pela Long Street, Museu da África do Sul, District Six e Castle of Good Hope;

Preço: R225 para adultos; R130 para crianças;

Tour Premium Cape Town

O pacote premium inclui dois dias de passeio. Além de cobrir as tours do passeio clássico, esse pacote dá a possibilidade do turista escolher fazer um cruzeiro pelo porto ou pelo canal.

Não só isso, como também a tour premium faz um passeio ao longo da costa do Atlântico, passando por Sea Point, Camps Bay e Signal Hill. Quando se aproxima do pôr do sol, o ônibus para e todos podem admirar esse belo espetáculo. Recomendamos levar uma cesta de piquenique para aproveitar o momento.

Preço: R299 para adultos, R220 para crianças;

Tour Constantia

Se você deseja apenas fazer o passeio nas vinícolas de Constantia, essa é a melhor opção para chegar à região. Por se tratar de um passeio de degustação de bebidas alcóolicas, com toda certeza é mais seguro contratar esse serviço que fazer os trajetos por conta própria.

Os vinhedos são belos, assim como as paisagens e a arquitetura das fazendas do vale. Para chegar até o local, normalmente o motorista leva em torno de 30 minutos e faz três paradas na área. As vinícolas visitadas são: Groot Constantia, Eagles Nest e Beau Constantia. Sem dúvida, você vai amar degustar os melhores vinhos sul-africanos.

Preço: R285 para adultos;

Red Bus em Joanesburgo

Red Bus Joanesburgo
Red Bus em Joanesburgo

O Red Bus de Joanesburgo conta com um ônibus de dois andares, assim como o de Cape Town. A city tour conta com mais de 16 paradas e visita as principais 20 atrações da cidade. Existem dois pacotes principais:

Tour Clássica JoBurg

O Red Bus circula durante um dia inteiro pela cidade nesse pacote. A tour se inicia no Rosebank, explora os subúrbios de Zoo Lake, também o Zoológico de Joanesburgo e o Museu Militar, antes de chegar ao Constitution Hill. Logo em seguida, o trajeto segue para o Roof of Africa e o Museu do Apartheid.

Preço: R179 para adultos, R100 para crianças;

Tour Clássica + Soweto

Nesse pacote, estão inclusos os passeios da tour clássica, mais a visita a Soweto. Esse bairro é extremamente importante para a história de Joanesburgo.

Você pode aprender mais sobre o apartheid e Nelson Mandela com os comentários em áudio que são reproduzidos durante a tour. A visita dura em torno de 2 horas no bairro, tempo suficiente para conhecer vários lugares. Por exemplo, o lugar em que Mahatma Gandhi iniciou sua carreira jurídica e a casa de Mandela.

Preço: R449 para adultos, R250 para crianças;

Protocolos para Covid-19

Devido ao contexto de pandemia, alguns protocolos estão em vigor durante os passeios. Confira a seguir os cuidados que a empresa determinou para as tours:

  • Uso obrogatório de máscara 
  • Nos pontos de venda de ingressos, respeite os adesivos de distanciamento social no chão
  • Os ônibus são totalmente higienizados todas as noites e limpos regularmente durante o dia
  • Todos os funcionários do Red Bus devem estar usando máscaras
  • Existem máquinas de cartão de crédito sem contato para a compra de ingressos 
  • A equipe é treinada para orientar os turistas sobre higiene pessoal e medidas preventivas em nossas lojas, ônibus ou barcos

Dúvidas comuns

  • É possível comprar o ingresso online? Quando e como pego os ingressos?

Sim é possível, entre no site para fazer sua compra. Após o pagamento, você receberá um código de barras por e-mail. Basta apresentá-lo no seu celular ou imprimi-lo para entrar no ônibus.

  • Se eu quiser comprar a passagem pessoalmente, como faço?

Você pode comprar em qualquer um dos pontos de embarque com o motorista ou nas bilheterias. Existem bilheterias no Rosebank (Joburg), Waterfront (Cape Town) e Camps Bay (Cape Town).

  • Os bilhetes do ônibus Hop On – Hop Off incluem as taxas de entrada da atração?

Não, mas com o bilhete do Red Bus você consegue descontos em várias atrações. Se você quiser um passeio que inclua as atrações no custo, você deve adquirir o City Pass de Cape Town e o de Joanesburgo.

  • Qual é a melhor maneira de usar o recurso hop-on e off?

Se você ainda não conhece Cape Town, recomendamos que faça um circuito completo enquanto escuta os comentários em áudio. Você pode então decidir quais locais tem interesse visitar, para poder descer e vê-los de perto, em seguida, embarcar de volta no ônibus. Você pode fazer quantas voltas quiser no ônibus durante a validade do seu bilhete.

Horários do Red Bus

Cape Town

Red Bus Cape Town

Joanesburgo

Red Bus Joanesburgo

Gostou dessa dica?

Agora ficou bem mais fácil conhecer os principais pontos turísticos da África do Sul. Conheça o nosso Guia Completo do país ou entre em contato com as nossas consultoras para montar seu roteiro de férias.

Aquila Game Reserve: safari perto de Cape Town

O Aquila Game Reserve é um ótimo passeio para quem quer experimentar um safári perto de Cape Town. A área de preservação possui 10 mil hectares e está situada entre as montanhas de Langeberg e Outeniqua.

No local, você poderá avistar os famosos Big Five e muito mais.

Neste artigo explicaremos um pouco mais sobre a reserva e o que você vai conferir chegando lá.

Como chegar?

Partindo do V&A Waterfront, são 178 km de distância até o Aquila Game Reserve. Isto é, são aproximadamente duas horas de viagem até a reserva. Ideal para quem quer fazer um bom safári e não pode se deslocar até o Kruger.

É possível alugar um carro para a viagem ou usar um transfer do próprio Aquila. Se você optou por alugar um carro, saiba que o trajeto é bem fácil. Será preciso apenas seguir em linha reta pela via N1, além disso, você pode usar o GPS para se localizar.

Aqueles que não se sentem confortáveis para dirigir, podem contratar o serviço de transfers ida e volta que a reserva disponibiliza.

Safári e Big 5

Caso você nunca tenha feito um safári, deve estar se perguntando como é feito um game drive. Primeiramente, é preciso saber que tudo é preparado de forma segura e com acompanhamento de guias.

Em segundo lugar, os game drives são expedições feitas em carros para observar e fotografar animais selvagens em seu habitat natural. A aproximação é feita de forma calma e sempre garantindo a preservação do bioma. No momento em que se avista um novo animal, o motorista para o veículo e o guia explica algumas características da espécie identificada.

Entre os animais de grande porte que aparecem na reserva, estão os Big Five – elefante, leão, búfalo, rinoceronte e leopardo. Sem dúvidas, é o momento mais emocionante do safári.

Pacotes disponíveis

Entre as opções oferecidas pelo Aquila, as que recomendamos são:

Morning Safari

  • 6h45: Saída de Cape Town (apenas para quem contratou o serviço de transfer);
  • 9h: Welcome drink na chegada ao Aquila;
  • 9h15: Café da manhã;
  • 10h15: Game Drive (de 2h a 3h de Safári);
  • 12h45: Almoço;
  • 16h: Retorno para Cape Town (apenas para quem contratou o serviço de transfer);

Afternoon Safari

  • 10h: Saída de Cape Town (apenas para quem contratou o serviço de transfer);
  • 12h: Welcome drink na chegada ao Aquila;
  • 12h15: Almoço;
  • 13h30: Game Drive (de 2h a 3h de Safári);
  • 16h: Retorno para Cape Town (apenas para quem contratou o serviço de transfer);

Safari com pernoite

Os safáris com pernoite são uma ótima opção para quem quer passar mais tempo perto da natureza e dos animais. Além disso, a hospedagem no Aquila Game Reserve é maravilhosa e inclui diversos benefícios.

  • Standard Lodge
Aquila Game Reserve

A estadia no Standard Lodge é extremamente confortável, o quarto é simples e conta com chuveiro privativo. Os quartos têm camas de solteiro que podem ser feitas de camas queen size. O alojamento fica ao lado do restaurante e do bar.

A estadia inclui almoço, jantar e café da manhã, além do safári da tarde e da manhã. Os visitantes também tem acesso à piscina comum e a área das crianças.

  • Family Lodge
Aquila Game Rserve

Esta acomodação é perfeita para famílias ou amigos viajando juntos, os quartos são conectados por uma passagem comum que forma um espaço privado e seguro para as famílias. Neste tipo de lodge são oferecidos dois banheiros e uma varanda compartilhada.

A estadia inclui as três refeições do dia. Além disso, o pacote oferece o safári da tarde e da manhã.

  • Premier Lodge
aquila game reserve

Os quartos do Premier Lodge são espaçosos e agradáveis, ao mesmo tempo que conseguem oferecer uma vista magnífica da reserva. A acomodação contacom um sofá-cama, banheiro privativo, chuveiro com vista da reserva e camas de solteiro que podem ser montadas como queen size.

Assim como nas outras opções, a estadia do Lodge inclui todas as refeições do dia, Wifi ilimitado e acesso a piscina.

  • Chalés Karoo
aquila game reserve

O chalé oferece uma sensação única e rústica, o local é equipado com uma lareira interna, chuveiro ao ar livre, banheira e um pequeno pátio. Os Karoo Cottages têm camas de solteiro que podem ser feitas até camas queen size.

  • Chalés Family de Luxo
aquila game reserve

Os quartos desse chalé conseguem surpreender a todos, a estrutura tem acabamento em pedra e palha. Além disso, os pátios do local são voltados para a área principal do lodge e oferecem uma visão maravilhosa da vegetação. Os chalés de família são ideais para dois adultos e duas crianças.

Estes quartos estão dentro da área principal da pousada e dão fácil acesso aos serviços comuns.

  • Chalés Premier de Luxo 
aquila game reserve

Essa acomodação consegue oferecer uma experiência privada e íntima aos hóspedes. Um pátio privativo em deck de madeira é o destaque da hospedagem, com certeza você terá vistas panorâmicas privilegiadas da reserva.

No check-in, os hóspedes do Premier Cottages desfrutam de uma garrafa de vinho da casa de cortesia e podem optar por substituir um safári por uma aventura a cavalo. Aliás, para os visitantes que estão planejando comemorar uma ocasião especial, a dica é verificar a disponibilidade do quarto de lua de mel.


Hospedagem

Hospedagem Aquila Game Reserve

Os turistas que desejam pernoitar no Aquila, possuem duas opções: os lodges e os chalés. Os quartos dos lodges oferecem chuveiros privativos, camas de solteiro ou casal, dependendo do que o hóspede procura, e, em alguns casos, varandas. O alojamento fica próximo do restaurante e do bar, sendo fácil o acesso para o café da manhã.

Os chalés são unidades privativas, perfeitas para família ou passeio em casal, equipadas com lareira, chuveiro ao ar livre, banheiras e pequeno pátio. Também possuem acesso fácil até a área principal do lodge.

A chance de ver um todos os Big 5 é bem maior para quem permanece na reserva mais tempo, portanto recomendamos a pernoite. Não só isso, como também é possível aproveitar outros serviços oferecidos dentro da reserva, como o SPA e a piscina.

Quanto custa

Os preços dessa atração variam de acordo com a época do ano, portanto para saber os valores e pacotes converse com nossa equipe.

Conservação

Também é importante lembrar que o Aquila é um exemplo de preservação ambiental. No início, a reserva resgatava apenas leões da indústria de caça. Logo, mais pessoas recorreram ao local para pedir ajuda sobre animais feridos, ameaçados ou abusados.

A ideia era levar os animais de volta a natureza, mas já não era possível. Sendo assim, criou-se o Centro de Conservação e Resgate de Animais Aquila.

Desde então, o Aquila Game Reserve está reintroduzindo os Big 5 no Cabo Ocidental. As ações da reserva se estendem à reabilitação e re-introdução da vida selvagem, reabilitação de terras, programas anti-caça, turismo ecológico e apoio comunitário.

Qual a melhor época para visitar o Aquila?

A África do Sul se localiza abaixo da Linha do Equador, portanto, as estações do ano seguem os mesmos meses que no Brasil. Ao pensar na melhor época para fazer um safári, é preciso levar em conta que o objetivo principal da viagem é avistar a maior quantidade possível de animais.

Sendo assim, o inverno é o momento mais propício, pois, o clima fica mais seco, deixando a vegetação menos densa. Também os animais costumam se concentrar para buscar água.

Experiência de quem já visitou o Aquila

Só quem viveu essa experiência pode falar com propriedade o que sentiu ao fazer o safári no Aquila. Amanda Souza viajou para África do Sul e queria muito ver algum dos Big 5.

“O passeio ao Safari foi bem legal, consegui ver de perto os animais, tivemos a recepção com café da manhã colonial bem satisfatório e a reserva é bem aconchegante!”

Aquila Game Reserve
Amanda no Game Drive do Aquila

Assim como Amanda, Letícia Moraes tinha o sonho de fazer algum safári. No entanto, ela não tinha tempo para se deslocar para o Kruger e estava procurando algo próximo de Cape Town. Ela estava hospedada perto do V&A Waterfront, portanto foi fácil alugar um carro e partir para o Aquila.

“Logo que cheguei no Aquila Game Reserve e fiz o check-in, fui recebida com um Welcome Drink – as opções eram vinho tinto ou suco de uva branca.”, relatou Letícia.

O pacote de Letícia também incluiu um buffet de almoço com pratos típicos. Assim que os visitantes terminaram de almoçar, todos partiram para o jipe e deram início ao Game Drive.

“Sentei nos últimos lugares e ao longo do caminho descobri que eles eram perfeitos, porque proporcionam as melhores fotos, sem ninguém aparecendo no fundo”.

Safári Aquila Game Reserve
Animais no Aquila Game Reserve

“A cada animal avistado, o motorista tira um tempinho para falar sobre seus hábitos e algumas curiosidades. Vimos zebras, girafas, avestruzes, elefantes, um leão e muito mais”

Leticia Aquila

Reserve conosco

Ficou com vontade de conhecer essa atração? Faça uma reserva com a gente, te ajudamos a escolher o melhor pacote para sua viagem.

Mergulho com Tubarão Branco

Quem viaja para a África do Sul, normalmente acredita que apenas a região do Kruger oferece um encontro mais próximo com animais selvagens. No entanto, Cape Town possui uma fauna aquática diversa que proporciona uma experiência tão incrível quanto os safáris.

A prática de mergulho com tubarões é realizada em alguns lugares do mundo, especificamente em lugares perto de Cape Town você tem a oportunidade de nadar com tubarões-brancos.

Do mesmo modo que acontece no Parque Nacional do Kruger, essa atração possui acompanhamento profissional, de modo a garantir a segurança de todos. Conheça um pouco mais desse passeio aqui:

Sobre o Tubarão-branco

Tubarão-branco em Gaansbaai
Tubarão-branco em Gaansbai, África do Sul

O tubarão-branco é um dos maiores tubarões predatórios encontrados no oceano na atualidade. O animal pode atingir até 7 metros de comprimento e pesar 2,5 toneladas

Dessa maneira, ele fica no topo da cadeia alimentar marinha.

Além disso, ele costuma viver em águas frias e em ambientes que possuam a presença de grandes colônias de pinípedes, ou seja, superfamílias de mamíferos marinhos (leões-marinhos, lobos-marinhos e elefantes-marinhos).

Apesar de ser um grande predador, o tubarão-branco encontra-se ameaçado e seu habitat também. As principais causas disso são a pesca esportiva de tubarão que ocorreu nos últimos 30 anos e também a poluição dos mares por parte do ser humano.

Onde Fazer o Mergulho com Tubarão Branco perto de Cape Town?

O mergulho com tubarões acontece em Gansbaai, distrito que fica a duas horas de distância de Cape Town. Junto com o passeio, a operadora oferece o serviço de transfer, mas se você preferir fazer a viagem por conta própria pode alugar um carro até o local de partida.

O ponto de encontro é confirmado após o turista informar o local onde está hospedado e ter feito a reserva para a atração.

O que preciso saber antes de mergulhar com tubarões?

  • Os barcos têm um número limitado de passageiros, sendo possível levar 22 pessoas na atração. Portanto, reserve com antecedência o passeio.
  • Não esqueça de já ir vestido com sua roupa de banho que usará debaixo do traje de mergulho, além disso, leve casaco, protetor solar, toalha e óculos de sol.
  • Se você tem costume de sofrer enjoo em barcos, recomendamos levar um remédio para aliviar o problema.
  • O passeio dura aproximadamente 2h, ainda assim é válido reservar um dia inteiro da sua viagem para esta atração.
  • O mergulho é permitido para crianças a partir dos 12 anos. Caso não seja possível a criança fazer o mergulho, ela pode acompanhar o passeio no barco.

Segurança

O passeio é realizado de forma a garantir a segurança de todos os viajantes. Desse modo, a operadora segue os regulamentos exigidos pelo Departamento do Trabalho do Governo da África do Sul.

A empresa que recomendamos possui 23 anos de experiência e um histórico 100% de segurança.

Quanto custa?

Veja a seguir alguns valores:

  • Shark Cage Diving Tour (barco + mergulho): R2200
  • 3 Day Dive & Adventure Packages (3 dias de mergulho + aventuras): R10.000
  • Shark Dive & Whale Watching Boat Trip (mergulho com tubarões + observação de baleias): R3050
  • Transfer – Cape Town e arredores: R650

Lembrando que Gansbaai fica próximo de Hermanus, onde muitas baleias são avistadas. Dessa forma, também existe um pacote para a observação desses grandes mamíferos do mar. 

Cobertura fotográfica

Se você quiser, é possível fazer o aluguel de câmeras digitais subaquáticas, o custo é R350 e inclui a compra do cartão SD. Além disso, um cinegrafista profissional faz a cobertura fotográfica que pode ser assistida depois do passeio. Uma cópia do vídeo pode ser adquirida por R350.

Conservação Ecológica

Tubarões-brancos África do Sul

Uma das preocupações de quem faz o passeio é sobre o cuidado com os animais e o seu habitat. Nesse sentido, o ecoturismo é benéfico para a espécie de tubarões, visto que além dos mergulhos com turistas é feito o estudo e preservação dos animais.

Os mergulhos são feitos pela White Shark Diving Company, que possui várias iniciativas educacionais de conservação. Entre elas, está o Shark and Marine Research Institute que possui uma equipe de estudantes e cientistas dispostos a pesquisar várias espécies de tubarão na costa sul-africana.

Essa iniciativa garante um bioma saudável e a preservação dos tubarões-brancos.

Relato de quem viveu essa experiência

A nossa cliente, Amanda Souza, já sabia que queria mergulhar com tubarões desde o início do planejamento de sua viagem. “Meu namorado é alucinado por tubarão e gostaria muito de viver essa experiência! Desde o início já marcamos com a Laura e ela reservou tudinho!”.

Amanda ainda conseguiu apreciar o caminho até o barco do mergulho “A viagem até Gansbaai é linda, e a cidadezinha é super aconchegante, achei que estava em um filme!”.

Mergulho com tubarões
Margulho com tubarões

Amanda contou que a equipe instruiu muito bem os passageiros antes de partir para a aventura.

“Tivemos muitas explicações sobre o passeio, um lanche antes de entrar no mar e recomendações para que fosse o mais seguro possível!”.

O passeio foi feito no mês de novembro, logo foi possível aproveitar o clima agradável na África do Sul. Além disso, na primavera a temperatura da água está propícia para os animais, isto é, é fácil o avistar os tubarões.

“Tivemos a visita de mais de 10 tubarões, foi incrível! Conseguimos viver exatamente o que queríamos com o passeio”.

Créditos: Amanda Souza, cliente Viin

O casal amou o passeio “Repetiria quantas vezes pudesse essa experiência! Foram alguns minutos de pura emoção e felicidade! A adrenalina de estar perto de vários tubarões é incrível!”, disse Amanda.

Por último, o serviço contratado também disponibilizou a alimentação dos turistas ao final da experiência.

“Ao retornar nos foi servido um almoço delicioso! De longe foi nosso melhor passeio na viagem! Nós amamos”.

Faça sua reserva!

Se você tem interesse em fazer esse passeio, faça uma reserva com a gente. Nossa equipe está pronta para preparar essa aventura de acordo com suas demandas e desejos.