O famoso bairro de Bo-Kaap, localizado em Cape Town, se tornou ponto turístico por suas casas coloridas, todavia existe muita história e cultura por trás dessas cores.

Ainda que o termo “bairro malaio” tenha sido usado com certa frequência no passado para definir o local que possuia muitos habitantes da Malásia, hoje a região abriga uma população bem diversa e única.

História do bairro

Considerado a área residencial mais antiga de Cape Town, Bo-Kaap começou a ser habitado por volta dos anos de 1760. Para entender melhor essa questão é preciso voltar um pouco no tempo, mais precisamente ao ano de 1652.

A princípio, os holandeses se estabeleceram na Cidade do Cabo durante o século XVII com o objetivo de montar um porto em nome da Companhia das Índias Orientais. Em consequência disto, escravos de países como Malásia e Indonésia foram levados para trabalhar no local. Estes povos passaram a morar nas “huurhuisjes”, casas que foram construídas e alugadas no atual bairro de Bo-Kaap.

Enquanto estavam alugadas, as casas deveriam ter a cor branca e quando os escravos se viam livres e donos das propriedades, decidiam pintá-las com cores vivas em expressão de sua liberdade.

O que fazer em Bo-Kaap?

Além de tirar fotos das casas coloridas do bairro, você pode conhecer a fundo sobre a comunidade no Museu de Bo-Kaap, desfrutar de comidas típicas e fazer compras nas lojinhas da região.

Visite o Bo-Kaap Museum

O museu do bairro fica no edifício mais antigo de Bo-Kaap. Uma vez que estiver na região basta procurar pela Wale Street e facilmente o localizará. O prédio conta com características que misturam a arquitetura georgiana e holandesa. Dentro do espaço, você aprenderá mais sobre a herança cultural islâmica local.

Com a finalidade de transportar os visitantes para a época, o museu possui um acervo fotográfico, alguns artefatos e vídeos explicativos.

Horário de funcionamento: de terça a sábado, em horários variados: 10h às 11h; 11h15 às 12h15;  12h30 à 13h30 e das13h35 às 14h30.

Valor: R20 para adultos, meia para crianças;

Experimente a comida local

A culinária de Bo-Kaap mistura o típico sabor apimentado do Oriente Médio e a cozinha holandesa. Você encontra alguns restaurantes e cafés nos arredores do bairro. Tente experimentar as samosas, uma especialidade de origem indiana feita de feijão e carne, ou os donuts picantes, também conhecidos como koesisters.

Aproveite para conhecer o Greenmarket Square

Depois de explorar Bo-Kaap, que tal comprar umas lembrancinhas de viagem? O Greenmarket Square fica bem perto do bairro e é um dos principais mercados de artesanatos de Cape Town.

Os comerciantes locais vendem de tudo um pouco: jóias, pinturas, tecidos, artigos de decoração, etc. É quase impossível visitar o lugar e não querer levar um souvenir para casa.

Aliás, antes de comprar qualquer produto tente negociar um bom preço, essa prática é muito comum e você ainda sai de lá economizando.

Durante algumas épocas do ano, ainda é possível apreciar música ao vivo. Por exemplo, o concerto gratuito do Festival Internacional de Jazz tradicionalmente acontece na praça. Por enquanto, o evento não está sendo realizado devido a covid-19, mas certamente retornará em breve. Acompanhe no site as informações.

Já incluiu o passeio no seu roteiro?

Depois de conhecer a história de Bo-Kaap, tenho certeza que deu vontade de circular pelas ruas do bairro, apreciar a comida do local e ainda dar uma passadinha pelo Greenmarket. Não deixe de conferir o nosso guia completo de Cape Town para saber mais sobre outras atrações.

2 comentários em “Bo-Kaap: o bairro colorido de Cape Town”

  1. Pingback: Intercâmbio em Cape Town - Viin | Tudo sobre viagens para a África

  2. Pingback: Roteiro sete dias em Cape Town - Viin | Tudo sobre viagens para a África

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.