África do Sul

Red Bus: tours pela África do Sul

Quase todo turista já passou sufoco tentando se deslocar numa cidade que não conhecia, porém para aqueles que visitam a África do Sul existe um modo bem simples de conhecer pontos turísticos sem nenhuma preocupação, basta usar o Red Bus.

O característico ônibus vermelho é um transporte que circula em Cape Town e Joanesburgo, o serviço disponibiliza tours pelos principais pontos turísticos. Ou seja, é bem mais fácil se locomover e planejar o roteiro de sua viagem.

Também existem passeios para o Cabo da Boa Esperança e para as Vinícolas, nesse artigo falaremos mais sobre os diferentes pacotes e informações. Confira:

City Sightseeing

A City Sightseeing atua em várias cidades turísticas, então é bem provável que você já tenha visto esse ônibus em outros países. Seus ônibus possuem dois andares e são abertos para que os viajantes tenham uma ampla visão de tudo.

O transporte funciona no formato “hop-on hop-off”, isto é, os turistas iniciam a viagem com um grupo de pessoas e descem do ônibus para aproveitar a atração, depois embarcam novamente seguindo para o próximo destino da tour.

O Red Bus funciona sete dias por semana, durante todo o ano. Além da praticidade, essas tours são bastante seguras para quem não se sente confiante em se deslocar sozinho numa nova cidade ou país. Uma vantagem é que o serviço conta com um áudio com comentários sobre os locais em 15 idiomas, dentre eles o português.

Passeios de um dia com guia e pacotes

Os pacotes se diferenciam bastante. A maioria costuma cobrir um dia de passeio, porém outros levam mais tempo e incluem guias, como o de Cape Point e das Vinícolas. Aliás, o serviço também possui cruzeiros e experiências multiculturais.

Red Bus em Cape Town

O Red Bus de Cape Town faz 30 paradas em seu itinerário, com tantas atividades é bom ter o celular em mãos para tirar várias fotos. Existem algumas opções e diferenças entre os pacotes, veja a seguir:

Tour Clássico Cape Town

Esse pacote inclui um dia inteiro no ônibus, cobrindo as seguintes excursões: Cidade do Cabo até Table Mountain, Mini Península e Vale de Constantia, além da tour gratuita no Centro da Cidade de Cape Town.

  • Cidade do Cabo até Table Mountain: nessa tour você consegue ir ao teleférico da Table Mountain e no City Bowl;
  • Mini Península: o passeio circunda a parte de trás da Table Mountain, ou seja, você conhecerá os jardins de Kirstenbosch e Hout Bay;
  • Vale de Constantia: esse passeio inclui a visitação de três vinícolas da região de Constantia;
  • Centro de Cape Town: a tour passa pela Long Street, Museu da África do Sul, District Six e Castle of Good Hope;

Preço: R225 para adultos; R130 para crianças;

Tour Premium Cape Town

O pacote premium inclui dois dias de passeio. Além de cobrir as tours do passeio clássico, esse pacote dá a possibilidade do turista escolher fazer um cruzeiro pelo porto ou pelo canal.

Não só isso, como também a tour premium faz um passeio ao longo da costa do Atlântico, passando por Sea Point, Camps Bay e Signal Hill. Quando se aproxima do pôr do sol, o ônibus para e todos podem admirar esse belo espetáculo. Recomendamos levar uma cesta de piquenique para aproveitar o momento.

Preço: R299 para adultos, R220 para crianças;

Tour Constantia

Se você deseja apenas fazer o passeio nas vinícolas de Constantia, essa é a melhor opção para chegar à região. Por se tratar de um passeio de degustação de bebidas alcóolicas, com toda certeza é mais seguro contratar esse serviço que fazer os trajetos por conta própria.

Os vinhedos são belos, assim como as paisagens e a arquitetura das fazendas do vale. Para chegar até o local, normalmente o motorista leva em torno de 30 minutos e faz três paradas na área. As vinícolas visitadas são: Groot Constantia, Eagles Nest e Beau Constantia. Sem dúvida, você vai amar degustar os melhores vinhos sul-africanos.

Preço: R285 para adultos;

Red Bus em Joanesburgo

Red Bus Joanesburgo
Red Bus em Joanesburgo

O Red Bus de Joanesburgo conta com um ônibus de dois andares, assim como o de Cape Town. A city tour conta com mais de 16 paradas e visita as principais 20 atrações da cidade. Existem dois pacotes principais:

Tour Clássica JoBurg

O Red Bus circula durante um dia inteiro pela cidade nesse pacote. A tour se inicia no Rosebank, explora os subúrbios de Zoo Lake, também o Zoológico de Joanesburgo e o Museu Militar, antes de chegar ao Constitution Hill. Logo em seguida, o trajeto segue para o Roof of Africa e o Museu do Apartheid.

Preço: R179 para adultos, R100 para crianças;

Tour Clássica + Soweto

Nesse pacote, estão inclusos os passeios da tour clássica, mais a visita a Soweto. Esse bairro é extremamente importante para a história de Joanesburgo.

Você pode aprender mais sobre o apartheid e Nelson Mandela com os comentários em áudio que são reproduzidos durante a tour. A visita dura em torno de 2 horas no bairro, tempo suficiente para conhecer vários lugares. Por exemplo, o lugar em que Mahatma Gandhi iniciou sua carreira jurídica e a casa de Mandela.

Preço: R449 para adultos, R250 para crianças;

Protocolos para Covid-19

Devido ao contexto de pandemia, alguns protocolos estão em vigor durante os passeios. Confira a seguir os cuidados que a empresa determinou para as tours:

  • Uso obrogatório de máscara 
  • Nos pontos de venda de ingressos, respeite os adesivos de distanciamento social no chão
  • Os ônibus são totalmente higienizados todas as noites e limpos regularmente durante o dia
  • Todos os funcionários do Red Bus devem estar usando máscaras
  • Existem máquinas de cartão de crédito sem contato para a compra de ingressos 
  • A equipe é treinada para orientar os turistas sobre higiene pessoal e medidas preventivas em nossas lojas, ônibus ou barcos

Dúvidas comuns

  • É possível comprar o ingresso online? Quando e como pego os ingressos?

Sim é possível, entre no site para fazer sua compra. Após o pagamento, você receberá um código de barras por e-mail. Basta apresentá-lo no seu celular ou imprimi-lo para entrar no ônibus.

  • Se eu quiser comprar a passagem pessoalmente, como faço?

Você pode comprar em qualquer um dos pontos de embarque com o motorista ou nas bilheterias. Existem bilheterias no Rosebank (Joburg), Waterfront (Cape Town) e Camps Bay (Cape Town).

  • Os bilhetes do ônibus Hop On – Hop Off incluem as taxas de entrada da atração?

Não, mas com o bilhete do Red Bus você consegue descontos em várias atrações. Se você quiser um passeio que inclua as atrações no custo, você deve adquirir o City Pass de Cape Town e o de Joanesburgo.

  • Qual é a melhor maneira de usar o recurso hop-on e off?

Se você ainda não conhece Cape Town, recomendamos que faça um circuito completo enquanto escuta os comentários em áudio. Você pode então decidir quais locais tem interesse visitar, para poder descer e vê-los de perto, em seguida, embarcar de volta no ônibus. Você pode fazer quantas voltas quiser no ônibus durante a validade do seu bilhete.

Horários do Red Bus

Cape Town

Red Bus Cape Town

Joanesburgo

Red Bus Joanesburgo

Gostou dessa dica?

Agora ficou bem mais fácil conhecer os principais pontos turísticos da África do Sul. Conheça o nosso Guia Completo do país ou entre em contato com as nossas consultoras para montar seu roteiro de férias.

Aquila Game Reserve: safari perto de Cape Town

O Aquila Game Reserve é um ótimo passeio para quem quer experimentar um safári perto de Cape Town. A área de preservação possui 10 mil hectares e está situada entre as montanhas de Langeberg e Outeniqua.

No local, você poderá avistar os famosos Big Five e muito mais.

Neste artigo explicaremos um pouco mais sobre a reserva e o que você vai conferir chegando lá.

Como chegar?

Partindo do V&A Waterfront, são 178 km de distância até o Aquila Game Reserve. Isto é, são aproximadamente duas horas de viagem até a reserva. Ideal para quem quer fazer um bom safári e não pode se deslocar até o Kruger.

É possível alugar um carro para a viagem ou usar um transfer do próprio Aquila. Se você optou por alugar um carro, saiba que o trajeto é bem fácil. Será preciso apenas seguir em linha reta pela via N1, além disso, você pode usar o GPS para se localizar.

Aqueles que não se sentem confortáveis para dirigir, podem contratar o serviço de transfers ida e volta que a reserva disponibiliza.

Safári e Big 5

Caso você nunca tenha feito um safári, deve estar se perguntando como é feito um game drive. Primeiramente, é preciso saber que tudo é preparado de forma segura e com acompanhamento de guias.

Em segundo lugar, os game drives são expedições feitas em carros para observar e fotografar animais selvagens em seu habitat natural. A aproximação é feita de forma calma e sempre garantindo a preservação do bioma. No momento em que se avista um novo animal, o motorista para o veículo e o guia explica algumas características da espécie identificada.

Entre os animais de grande porte que aparecem na reserva, estão os Big Five – elefante, leão, búfalo, rinoceronte e leopardo. Sem dúvidas, é o momento mais emocionante do safári.

Pacotes disponíveis

Entre as opções oferecidas pelo Aquila, as que recomendamos são:

Morning Safari

  • 6h45: Saída de Cape Town (apenas para quem contratou o serviço de transfer);
  • 9h: Welcome drink na chegada ao Aquila;
  • 9h15: Café da manhã;
  • 10h15: Game Drive (de 2h a 3h de Safári);
  • 12h45: Almoço;
  • 16h: Retorno para Cape Town (apenas para quem contratou o serviço de transfer);

Afternoon Safari

  • 10h: Saída de Cape Town (apenas para quem contratou o serviço de transfer);
  • 12h: Welcome drink na chegada ao Aquila;
  • 12h15: Almoço;
  • 13h30: Game Drive (de 2h a 3h de Safári);
  • 16h: Retorno para Cape Town (apenas para quem contratou o serviço de transfer);

Safari com pernoite

Os safáris com pernoite são uma ótima opção para quem quer passar mais tempo perto da natureza e dos animais. Além disso, a hospedagem no Aquila Game Reserve é maravilhosa e inclui diversos benefícios.

  • Standard Lodge
Aquila Game Reserve

A estadia no Standard Lodge é extremamente confortável, o quarto é simples e conta com chuveiro privativo. Os quartos têm camas de solteiro que podem ser feitas de camas queen size. O alojamento fica ao lado do restaurante e do bar.

A estadia inclui almoço, jantar e café da manhã, além do safári da tarde e da manhã. Os visitantes também tem acesso à piscina comum e a área das crianças.

  • Family Lodge
Aquila Game Rserve

Esta acomodação é perfeita para famílias ou amigos viajando juntos, os quartos são conectados por uma passagem comum que forma um espaço privado e seguro para as famílias. Neste tipo de lodge são oferecidos dois banheiros e uma varanda compartilhada.

A estadia inclui as três refeições do dia. Além disso, o pacote oferece o safári da tarde e da manhã.

  • Premier Lodge
aquila game reserve

Os quartos do Premier Lodge são espaçosos e agradáveis, ao mesmo tempo que conseguem oferecer uma vista magnífica da reserva. A acomodação contacom um sofá-cama, banheiro privativo, chuveiro com vista da reserva e camas de solteiro que podem ser montadas como queen size.

Assim como nas outras opções, a estadia do Lodge inclui todas as refeições do dia, Wifi ilimitado e acesso a piscina.

  • Chalés Karoo
aquila game reserve

O chalé oferece uma sensação única e rústica, o local é equipado com uma lareira interna, chuveiro ao ar livre, banheira e um pequeno pátio. Os Karoo Cottages têm camas de solteiro que podem ser feitas até camas queen size.

  • Chalés Family de Luxo
aquila game reserve

Os quartos desse chalé conseguem surpreender a todos, a estrutura tem acabamento em pedra e palha. Além disso, os pátios do local são voltados para a área principal do lodge e oferecem uma visão maravilhosa da vegetação. Os chalés de família são ideais para dois adultos e duas crianças.

Estes quartos estão dentro da área principal da pousada e dão fácil acesso aos serviços comuns.

  • Chalés Premier de Luxo 
aquila game reserve

Essa acomodação consegue oferecer uma experiência privada e íntima aos hóspedes. Um pátio privativo em deck de madeira é o destaque da hospedagem, com certeza você terá vistas panorâmicas privilegiadas da reserva.

No check-in, os hóspedes do Premier Cottages desfrutam de uma garrafa de vinho da casa de cortesia e podem optar por substituir um safári por uma aventura a cavalo. Aliás, para os visitantes que estão planejando comemorar uma ocasião especial, a dica é verificar a disponibilidade do quarto de lua de mel.


Hospedagem

Hospedagem Aquila Game Reserve

Os turistas que desejam pernoitar no Aquila, possuem duas opções: os lodges e os chalés. Os quartos dos lodges oferecem chuveiros privativos, camas de solteiro ou casal, dependendo do que o hóspede procura, e, em alguns casos, varandas. O alojamento fica próximo do restaurante e do bar, sendo fácil o acesso para o café da manhã.

Os chalés são unidades privativas, perfeitas para família ou passeio em casal, equipadas com lareira, chuveiro ao ar livre, banheiras e pequeno pátio. Também possuem acesso fácil até a área principal do lodge.

A chance de ver um todos os Big 5 é bem maior para quem permanece na reserva mais tempo, portanto recomendamos a pernoite. Não só isso, como também é possível aproveitar outros serviços oferecidos dentro da reserva, como o SPA e a piscina.

Quanto custa

Os preços dessa atração variam de acordo com a época do ano, portanto para saber os valores e pacotes converse com nossa equipe.

Conservação

Também é importante lembrar que o Aquila é um exemplo de preservação ambiental. No início, a reserva resgatava apenas leões da indústria de caça. Logo, mais pessoas recorreram ao local para pedir ajuda sobre animais feridos, ameaçados ou abusados.

A ideia era levar os animais de volta a natureza, mas já não era possível. Sendo assim, criou-se o Centro de Conservação e Resgate de Animais Aquila.

Desde então, o Aquila Game Reserve está reintroduzindo os Big 5 no Cabo Ocidental. As ações da reserva se estendem à reabilitação e re-introdução da vida selvagem, reabilitação de terras, programas anti-caça, turismo ecológico e apoio comunitário.

Qual a melhor época para visitar o Aquila?

A África do Sul se localiza abaixo da Linha do Equador, portanto, as estações do ano seguem os mesmos meses que no Brasil. Ao pensar na melhor época para fazer um safári, é preciso levar em conta que o objetivo principal da viagem é avistar a maior quantidade possível de animais.

Sendo assim, o inverno é o momento mais propício, pois, o clima fica mais seco, deixando a vegetação menos densa. Também os animais costumam se concentrar para buscar água.

Experiência de quem já visitou o Aquila

Só quem viveu essa experiência pode falar com propriedade o que sentiu ao fazer o safári no Aquila. Amanda Souza viajou para África do Sul e queria muito ver algum dos Big 5.

“O passeio ao Safari foi bem legal, consegui ver de perto os animais, tivemos a recepção com café da manhã colonial bem satisfatório e a reserva é bem aconchegante!”

Aquila Game Reserve
Amanda no Game Drive do Aquila

Assim como Amanda, Letícia Moraes tinha o sonho de fazer algum safári. No entanto, ela não tinha tempo para se deslocar para o Kruger e estava procurando algo próximo de Cape Town. Ela estava hospedada perto do V&A Waterfront, portanto foi fácil alugar um carro e partir para o Aquila.

“Logo que cheguei no Aquila Game Reserve e fiz o check-in, fui recebida com um Welcome Drink – as opções eram vinho tinto ou suco de uva branca.”, relatou Letícia.

O pacote de Letícia também incluiu um buffet de almoço com pratos típicos. Assim que os visitantes terminaram de almoçar, todos partiram para o jipe e deram início ao Game Drive.

“Sentei nos últimos lugares e ao longo do caminho descobri que eles eram perfeitos, porque proporcionam as melhores fotos, sem ninguém aparecendo no fundo”.

Safári Aquila Game Reserve
Animais no Aquila Game Reserve

“A cada animal avistado, o motorista tira um tempinho para falar sobre seus hábitos e algumas curiosidades. Vimos zebras, girafas, avestruzes, elefantes, um leão e muito mais”

Leticia Aquila

Reserve conosco

Ficou com vontade de conhecer essa atração? Faça uma reserva com a gente, te ajudamos a escolher o melhor pacote para sua viagem.

Ecoturismo e passeios sustentáveis na África do Sul

A preservação do meio ambiente se tornou uma pauta importante na atualidade. Como resultado, o ecoturismo ganhou espaço e cada vez mais pessoas procuram por passeios sustentáveis em suas viagens. Na África do Sul não é diferente, existem diversas atrações e alternativas para evitar o consumo excessivo.

Neste artigo separamos algumas dicas de passeios sustentáveis e ecológicos para fazer no território sul-africano.

Deslocamento nas cidades

A emissão de carbono é prejudicial para o meio ambiente, afinal, o CO2 é um dos gases do efeito estufa e seu excesso causa mudanças climáticas. Para diminuir a liberação do gás na atmosfera, uma boa dica é mudar o seu meio de transporte ou usar outras alternativas.

Bikes sustentáveis
Bikes Elétricas para uma viagem sustentável

Em Cape Town, você pode optar por fazer um tour pelos arredores da cidade usando bicicletas elétricas em vez de usar um carro. A E-lectric Ventures é uma empresa especializada em realizar esse tipo de passeio. 

Além de ser um passeio ecológico, essa atração é divertida e atrai pessoas de todas as idades. O serviço ainda conta com um guia turístico que compartilha informações interessantes sobre os pontos turísticos.

O melhor de tudo é que Cape Town é uma cidade totalmente adaptada para o ciclismo, existem diversas ciclovias urbanas e recreativas. Você pode conferir neste mapa mais informações.

Hospedagens sustentáveis

Não só os nossos meios de deslocamento afetam o meio ambiente, como também nossas acomodações . Nesse sentido,  o Valverde Eco Hotel é um exemplo de hospedagem sustentável que ajuda na causa verde.

O hotel fica localizado na província de Gauteng, a cerca de aproximadamente 30 km da cidade de Joanesburgo. Em 2012, foram implementadas iniciativas para reduzir o consumo de energia e fazer o descarte correto de resíduos. Por isso, o estabelecimento possui diversos painéis solares que fornecem energia limpa e um sistema de reciclagem completo.

Para economizar água, a vazão dos chuveiros do hotel são menores do que os tradicionais, e os banheiros possuem um sistema que reduz o consumo ao dar descarga. Além disso, parte da água é reaproveitada para irrigar plantas.

Também não existe o consumo de garrafas plásticas nas acomodações, já que esse produto leva mais de 500 anos para se decompor na natureza. Diante dessas ações, o hotel consegue impactar positivamente o planeta e ainda oferecer uma boa acomodação aos hóspedes.

Restaurantes vegetarianos

Diminuir o consumo de carne também é uma das características de quem procura viver de forma mais sustentável. Afinal, a produção de carne bovina gera gases de efeito estufa e gera o consumo de grandes quantidades de água, combustíveis fósseis e pesticidas. Além disso, a pecuária é uma das principais causas da destruição de florestas tropicais e extinção de espécies.

Vegetariano sustentável
Pratos vegetarianos são mais sustentáveis

Sendo assim, muitas pessoas optam por diminuir o consumo de carne em suas refeições. Na África do Sul, você encontra diversos restaurantes veganos ou vegetarianos. Temos aqui algumas indicações para você que quer reduzir o consumo de carne:

Scheckter’s Raw

O Scheckter’s Raw é um restaurante localizado no bairro Sea Point, em Cape Town. Esse restaurante é perfeito para quem quer começar a experimentar comidas orgânicas, veganas e vegetarianas.

O cardápio inclui vários sucos, panquecas e refeições extremamente coloridas de dar água na boca.

Localização: 98 Regent Rd, Sea Point

Custo: $$$

The Fussy Vegan

Se você estiver visitando Joanesburgo, a opção de restaurante é o The Fussy Vegan. O menu contém opções de café da manhã, hambúrgueres, sanduíches, porções e sobremesas. Além disso, o restaurante possui um ambiente agradável para desfrutar com os amigos e família.

Localização: 34 Gleneagles, Rd, Greenside

Custo: $$

Lexi’s Healthy Eatery

Em Pretória, você pode se deliciar no Lexi’s Healthy Eatery. Dentre as opções estão: uma boa omelete de cogumelos, risoto de abóbora e muito mais. Aliás, o restaurante limita o uso de plástico e faz pouco uso de comida processada em seus pratos.

Localização: 20 16th St, Hazelwood

Custo: $$

 263 Emerald St, Laudium, Centurion

Práticas Sustentáveis nos Vinhedos

Como já falamos no nosso artigo sobre as Winelands, a África do Sul tem uma tradição de produção de vinhos muito forte. Então, as práticas sustentáveis também estão presentes nesse ambiente.

Por exemplo, a Iniciativa Biodiversidade e Vinho visa promover a produção de vinhos sustentáveis de modo a reduzir a perda dos habitats naturais ameaçados. O objetivo das fazendas que fazem parte do projeto é conservar pelo menos 10 por cento de suas terras.

Algumas das fazendas já ganharam o Nedbank Green Wine Awards, que premia os líderes em sustentabilidade e práticas de cultivo de vinho ambientalmente responsáveis. Confira algumas dessas vinícolas para visitar:

Ken Forrester Wine

Em Cape Town, a dica é visitar Ken Forrester Wine. A fazenda não faz uso de pesticidas químicos ou herbicidas, ao invés disso, são os patos que controlam os caramujos e pequenas pragas.

A vinícola ainda evita o uso de maquinário para não poluir o ambiente, no lugar são utilizadas enxadas à mão e equipes contratadas na época da colheita.

Localização:  Winery Road on R44 , Somerset West

La Motte

La Motte é uma bela vinícola da região de Franschhoek. Por lá, você pode degustar os vinhos, visitar o museu e fazer passeios históricos, tudo isso enquanto usufrui de uma estrutura totalmente sustentável.

A fazenda prioriza a gestão ambiental, você pode conhecer um pouco mais sobre a produção das vinhas numa tour pelas adegas. O passeio é feito com o acompanhamento de um guia que explica como funciona a preservação de espécies conhecidas como “fynbos”.

Localização: R45, Franschoek

Ecoturismo e preservação

Também temos que mencionar a prática do ecoturismo como uma forma de preservação. Posto que, as taxas de conservação arrecadadas em reservas naturais e praias, tornam possível a conservação de diversos biomas.

É o que ocorre na Table Mountain e na Boulders Beach, em Cape Town, no Parque Nacional do Kruger e tantas outras atrações sul-africanas.

Separe um tempo de sua viagem para visitar esses lugares. Vale a pena conhecer as instituições e trabalhos de pesquisa que são realizados para manter a natureza intacta.

Preparado para fazer passeios sustentáveis?

O ecoturismo e ações sustentáveis permitem que os turistas tenham uma experiência diferente na África do Sul. Como resultado, as belas paisagens e biomas são preservadas, sendo possível visitá-las mais vezes no futuro.

Garantir a conservação do meio ambiente é fundamental para todos. Você se interessou por essas ações? Comenta aqui qual hábito você vai mudar para ajudar o planeta.

Mergulho com Tubarão Branco

Quem viaja para a África do Sul, normalmente acredita que apenas a região do Kruger oferece um encontro mais próximo com animais selvagens. No entanto, Cape Town possui uma fauna aquática diversa que proporciona uma experiência tão incrível quanto os safáris.

A prática de mergulho com tubarões é realizada em alguns lugares do mundo, especificamente em lugares perto de Cape Town você tem a oportunidade de nadar com tubarões-brancos.

Do mesmo modo que acontece no Parque Nacional do Kruger, essa atração possui acompanhamento profissional, de modo a garantir a segurança de todos. Conheça um pouco mais desse passeio aqui:

Sobre o Tubarão-branco

Tubarão-branco em Gaansbaai
Tubarão-branco em Gaansbai, África do Sul

O tubarão-branco é um dos maiores tubarões predatórios encontrados no oceano na atualidade. O animal pode atingir até 7 metros de comprimento e pesar 2,5 toneladas

Dessa maneira, ele fica no topo da cadeia alimentar marinha.

Além disso, ele costuma viver em águas frias e em ambientes que possuam a presença de grandes colônias de pinípedes, ou seja, superfamílias de mamíferos marinhos (leões-marinhos, lobos-marinhos e elefantes-marinhos).

Apesar de ser um grande predador, o tubarão-branco encontra-se ameaçado e seu habitat também. As principais causas disso são a pesca esportiva de tubarão que ocorreu nos últimos 30 anos e também a poluição dos mares por parte do ser humano.

Onde Fazer o Mergulho com Tubarão Branco perto de Cape Town?

O mergulho com tubarões acontece em Gansbaai, distrito que fica a duas horas de distância de Cape Town. Junto com o passeio, a operadora oferece o serviço de transfer, mas se você preferir fazer a viagem por conta própria pode alugar um carro até o local de partida.

O ponto de encontro é confirmado após o turista informar o local onde está hospedado e ter feito a reserva para a atração.

O que preciso saber antes de mergulhar com tubarões?

  • Os barcos têm um número limitado de passageiros, sendo possível levar 22 pessoas na atração. Portanto, reserve com antecedência o passeio.
  • Não esqueça de já ir vestido com sua roupa de banho que usará debaixo do traje de mergulho, além disso, leve casaco, protetor solar, toalha e óculos de sol.
  • Se você tem costume de sofrer enjoo em barcos, recomendamos levar um remédio para aliviar o problema.
  • O passeio dura aproximadamente 2h, ainda assim é válido reservar um dia inteiro da sua viagem para esta atração.
  • O mergulho é permitido para crianças a partir dos 12 anos. Caso não seja possível a criança fazer o mergulho, ela pode acompanhar o passeio no barco.

Segurança

O passeio é realizado de forma a garantir a segurança de todos os viajantes. Desse modo, a operadora segue os regulamentos exigidos pelo Departamento do Trabalho do Governo da África do Sul.

A empresa que recomendamos possui 23 anos de experiência e um histórico 100% de segurança.

Quanto custa?

Veja a seguir alguns valores:

  • Shark Cage Diving Tour (barco + mergulho): R2200
  • 3 Day Dive & Adventure Packages (3 dias de mergulho + aventuras): R10.000
  • Shark Dive & Whale Watching Boat Trip (mergulho com tubarões + observação de baleias): R3050
  • Transfer – Cape Town e arredores: R650

Lembrando que Gansbaai fica próximo de Hermanus, onde muitas baleias são avistadas. Dessa forma, também existe um pacote para a observação desses grandes mamíferos do mar. 

Cobertura fotográfica

Se você quiser, é possível fazer o aluguel de câmeras digitais subaquáticas, o custo é R350 e inclui a compra do cartão SD. Além disso, um cinegrafista profissional faz a cobertura fotográfica que pode ser assistida depois do passeio. Uma cópia do vídeo pode ser adquirida por R350.

Conservação Ecológica

Tubarões-brancos África do Sul

Uma das preocupações de quem faz o passeio é sobre o cuidado com os animais e o seu habitat. Nesse sentido, o ecoturismo é benéfico para a espécie de tubarões, visto que além dos mergulhos com turistas é feito o estudo e preservação dos animais.

Os mergulhos são feitos pela White Shark Diving Company, que possui várias iniciativas educacionais de conservação. Entre elas, está o Shark and Marine Research Institute que possui uma equipe de estudantes e cientistas dispostos a pesquisar várias espécies de tubarão na costa sul-africana.

Essa iniciativa garante um bioma saudável e a preservação dos tubarões-brancos.

Relato de quem viveu essa experiência

A nossa cliente, Amanda Souza, já sabia que queria mergulhar com tubarões desde o início do planejamento de sua viagem. “Meu namorado é alucinado por tubarão e gostaria muito de viver essa experiência! Desde o início já marcamos com a Laura e ela reservou tudinho!”.

Amanda ainda conseguiu apreciar o caminho até o barco do mergulho “A viagem até Gansbaai é linda, e a cidadezinha é super aconchegante, achei que estava em um filme!”.

Mergulho com tubarões
Margulho com tubarões

Amanda contou que a equipe instruiu muito bem os passageiros antes de partir para a aventura.

“Tivemos muitas explicações sobre o passeio, um lanche antes de entrar no mar e recomendações para que fosse o mais seguro possível!”.

O passeio foi feito no mês de novembro, logo foi possível aproveitar o clima agradável na África do Sul. Além disso, na primavera a temperatura da água está propícia para os animais, isto é, é fácil o avistar os tubarões.

“Tivemos a visita de mais de 10 tubarões, foi incrível! Conseguimos viver exatamente o que queríamos com o passeio”.

Créditos: Amanda Souza, cliente Viin

O casal amou o passeio “Repetiria quantas vezes pudesse essa experiência! Foram alguns minutos de pura emoção e felicidade! A adrenalina de estar perto de vários tubarões é incrível!”, disse Amanda.

Por último, o serviço contratado também disponibilizou a alimentação dos turistas ao final da experiência.

“Ao retornar nos foi servido um almoço delicioso! De longe foi nosso melhor passeio na viagem! Nós amamos”.

Faça sua reserva!

Se você tem interesse em fazer esse passeio, faça uma reserva com a gente. Nossa equipe está pronta para preparar essa aventura de acordo com suas demandas e desejos.

Réveillon 2022 na África do Sul

Um destino maravilhoso para passar o ano novo é a África do Sul, especialmente pelas festas e hospitalidade sul-africana. Não só isso, mas o país é procurado por turistas que gostam de aventura, natureza, belas praias e muita cultura.

Conheça aqui alguns dos melhores lugares para receber o ano de 2022.

Cape Town

A cidade queridinha dos turistas não decepciona durante as festas de final de ano. Como resultado, esse é o destino de várias pessoas que querem ter uma experiência cultural maravilhosa e apreciar belas paisagens.

Festa do V&A Waterfront

V&A Waterfront Cape Town na África do Sul

O V&A Waterfront, área portuária de Cape Town, é o lugar certo para quem ama uma bela festa e não dispensa uma contagem regressiva memorável. A celebração é gratuita e conta com a participação de músicos espalhados em vários pontos. Também existem food trucks, performances de artistas, entre outras atrações para fazer uma bela virada de ano.

Vale lembrar que diferente do Brasil, as comemorações acabam mais cedo. Portanto, aproveite ao máximo enquanto estiver por lá.

Caso você esteja hospedado no Waterfront, não deixe de experimentar as ceias e cardápios especiais que os hotéis e restaurantes da região oferecem.

Desfrutar do Jardim Botânico de Kirstenbosch

Para aqueles que querem aproveitar o Réveillon de forma tranquila e com a família, uma ótima opção é o Kirstenbosch. Tradicionalmente, o jardim botânico de Cape Town oferece diversos shows no local, conhecidos como Kirstenbosch Summer Sunset Concerts. No ano passado, devido a pandemia, as apresentações foram feitas em formato online. Com o avanço da vacina, esperamos que esse evento volte neste ano.

Conheça a Table Mountain

A Cidade Mãe, como é conhecida Cape Town, abriga a famosa Table Mountain. A subida até seu topo é uma das principais atrações da cidade, portanto esse é um passeio perfeito para finalizar seu 2021. A atração fica aberta no dia de ano novo.

Para chegar até lá, você pode fazer uma trilha ou pegar o Cable Car, independente do que escolher você terá uma vista deslumbrante. Devido a grande procura, recomendamos reservar online a visita caso suba de bondinho.

Horário de funcionamento: segunda à domingo, das 8h às 20h.

Custo: R380 (ida e volta até às 13h) ou R300 (ida e volta após 13h) por adulto; Criança paga meia.

Ano Novo no Grand Pavilion

Pegue seu melhor vestido e os sapatos mais elegantes, pois o Grand Pavilion vai celebrar 2022 com uma festa inspirada em Great Gatsby. Você vai dançar e deliciar uma ceia maravilhosa.

O cardápio inclui quatro pratos, tanto na opção com carne quanto na opção vegana. Os convidados são recebidos com uma taça de Idun MCC, além de um DJ e dançarinos inspirados em Gatsby.

Local: 277 Beach Rd, Sea Point, Cape Town, 8005;

Horário de funcionamento: a partir das 18h.

Custo: R1800 por pessoa,.

Joanesburgo

JoBurg também é um destino muito procurado na África do Sul. Assim como em Cape Town, alguns lugares oferecem festas ou ceias de Ano Novo. Confira alguns lugares para comemorar a virada de ano.

Ano Novo no Chigago’s Piano Bar

O Chigago’s Piano é conhecido por ter festas e uma ambientação baseada na Chicago nos anos 20. O local conta com uma pista de dança e bar temático, além disso, é possível jogar sinuca com os amigos e se divertir com música ao-vivo.

Se você planeja viver uma noite diferente no seu Réveillon de 2022, esse é o lugar perfeito! O Chicago’s contará com um menu de bebidas especiais e uma ceia completa. Aliás, não esqueça de investir numa roupa elegante, os participantes mais bem vestidos ganham vouchers no bar.

Local: Shop 15, Honeycrest Centre, Beyers Naude Dr, Randpark Ridge;

Horário de funcionamento: a partir das 16h30.

Custo: Wine, Dine & Dance – R120.

Ano Novo no Sheenas Pub

Que tal finalizar o ano ouvindo música ao-vivo no Sheenas Pub? Na última tarde do ano você terá a chance de ouvir um show de Nick The Tonic. Tudo isso enquando se delicia com o melhor da culinária sul-africana.

Local: 4299 Knoppiesdoring St, Randpark Ridge;

Horário de funcionamento: 13h às 18h.

Custo: R100.

Safári na Região do Kruger

Que tal começar 2022 com uma experiência incrível como um safári? A região do Kruger possui uma reserva nacional e lodges privados que estão preparados para te levar nesse tipo de aventura. São quase dois milhões de hectares e um bioma único.

Devido a diversidade de sua fauna e flora, o Kruger busca atuar na área de conservação ambiental. É impossível não se encantar com as belezas da savana africana.

Além da paisagem, um dos motivos que atrai os visitantes é a chance de ver todos os Big 5 (leão, búfalo, leopardo, elefante e rinoceronte) bem de pertinho.

Cada vez mais as pessoas estão buscando explorar o ecoturismo sustentável. Se você se interessou por esse passeio nós temos um Guia sobre os Safáris no Kruger que pode te ajudar a planejar essa experiência.

Costumes e Curiosidades do Ano Novo na África do Sul

Você se engana ao pensar que só o Brasil possui diferentes tradições para o Réveillon.  O ato de pular ondinha ou de escolher uma cor diferente para a roupa íntima não faz parte dos costumes sul-africanos, porém você pode conhecer alguns deles aqui:

Carnaval no Ano Novo

A África do Sul possui o costume de realizar diversos desfiles, como se fosse um carnaval, durante o Ano Novo e no dia 2 de janeiro. Essas comemorações possuem origem histórica.

Enquanto o sistema escravocrata ainda estava em vigor, o segundo dia do ano era o único momento em que os escravos podiam descansar. Então, a data passou a ser marcada por música e dança. Sendo assim, eles podiam expressar o que não conseguiam durante o resto do ano. Em Cape Town, um desses desfiles é a Kaapse Klopse.

Se livrar de objetos

Assim como em algumas regiões italianas, na África do Sul, existe a tradição de jogar objetos velhos pela janela. Dentre eles, móveis e eletrodomésticos (dica: não repita isto em casa). A crença é que essa ação atraia boa sorte para os moradores da casa.

Nada de Brinde na praia

Outra curiosidade sobre a África do Sul, é que por lá não permitem o consumo de bebidas alcoólicas em áreas abertas. Portanto, pode esquecer o famoso brinde com champagne na praia ou na rua durante a queima de fogos.

Curtiu as dicas e curiosidades sobre o Ano Novo na África do Sul? Conheça esse destino maravilhoso em 2022, faça uma assessoria de viagem com a nossa equipe.

Soweto: conheça esse bairro incrível em Joanesburgo

Joanesburgo é um destino muito procurado por aqueles que querem conhecer a história e cultura sul-africana. A cidade foi morada de Nelson Mandela e Desmond Tutu, conhecidos pelo ativismo contra o Apartheid e por serem ganhadores do Nobel da Paz.

O bairro de Soweto é de grande importância para relembrar o período de segregação no país e como ele afetou a população. Sendo assim, existe muita história para ser contada nas casas e ruas do local.

Nesse artigo contaremos um pouco sobre a parte histórica e as atrações turísticas que existem atualmente por lá.

História de Soweto

Soweto foi criada na década de 1930, a princípio a região era habitada por trabalhadores das minas de ouro. Durante o regime Apartheid, o governo branco decidiu separar os negros do resto da população. Foi nesse momento que o local se tornou refúgio para aqueles que haviam sido expulsos de suas casas nos territórios brancos.

Assim que o subúrbio começou a crescer, as pessoas que ali moravam se dedicaram a ser resistência contra o sistema do Apartheid. Como resultado, Soweto possui dois ativistas que ganharam prêmios Nobéis da Paz: Nelson Mandela e Bispo Desmond Tutu. Inclusive, ambos moraram na mesma rua. Após alguns anos, a casa de Mandela se tornou um museu, já a casa de Desmond Tutu ainda é habitada por sua família.

Mesmo depois do fim do regime, o bairro apresenta traços da segregação, por exemplo: Diepkloof é conhecida como uma favela que possui moradias chamadas “matchbox houses” ou casas de caixa de fósforo. Revelando a desigualdade social.

Devido ao tamanho de Soweto, alguns consideram o local uma cidade dentro de Joanesburgo, portanto é recomendado a companhia de guias para conhecer a história e cultura do bairro.

Como chegar

Para se deslocar do centro de Joanesburgo até Soweto, você pode optar por ir de carro, aplicativos de transportes, táxi ou através do ônibus hop-on hop-off.

A vantagem de escolher a tour com o ônibus é que ele faz parada nos principais pontos turísticos de Soweto. Caso você goste de fazer sua própria viagem, então alugar um carro é mais viável e barato do que usar os famosos aplicativos de transporte.

O que fazer em Soweto?

Como mencionado no artigo, Soweto foi palco de campanhas políticas e manifestações contra o regime do Apartheid. Essa luta marcou a população e hoje em dia pode ser relembrada nos museus que estão espalhados pelo bairro. Confira algumas atrações para visitar:

Mandela House

Um dos principais museus de Joanesburgo, a Mandela House, fica em Soweto. A antiga casa de Nelson Mandela fica no nº 8115 Orlando West, esquina das ruas Vilakazi e Ngakane. Em 1945, a residência foi construída, no entanto Mandela e sua primeira esposa Evelyn só se mudaram para lá no ano seguinte. Após 11 anos, Mandela  finalizou o divórcio com a primeira esposa e passou a morar na casa com Winnie Madikizela.

Infelizmente, alguns anos se passaram e em 1962 o ativista foi preso. Ele viveu aprisionado por 18 anos na Robben Island, Cape Town. Posteriormente, a prisão se tornou um museu.

A Mandela House conta com réplicas de objetos e artefatos da época em que Madiba morou em Soweto, além disso existem pequenos quadros informativos que contam toda a história do líder sul-africano. O ativista possui um grande legado na África do Sul, portanto não deixe de incluir a atração em seu roteiro.

Horário de Funcionamento: segunda a domingo, de 9h às 16:45.

Valor: 60 rands por adulto.

Museu Hector Pieterson

De fato, Soweto é um bairro que foi resistência em diversos momentos difíceis na história da África do Sul. Uma dessas ocasiões foi a manifestação de 16 de junho de 1976 contra o Apartheid que resultou na morte de Hector Pieterson, de 12 anos. Atualmente, celebra-se o “Dia da Juventude” na data em questão. 

Com o intuito de homenagear o menino e as outras vítimas da marcha, criou-se o Museu Hector Pieterson. Neste local, você encontrará artigos que contam a história de Soweto, fotos de Hector durante o conflito com policiais, frases, vídeos e documentos que relatam as dificuldades que a população negra enfrentou durante o regime.

Horário de Funcionamento: segunda a sábado, das 10h às 17h; domingo, das 10h às 16h30

Valor: 30 rands por adulto.

Orlando Towers

Ainda que o bairro seja conhecido por sua parte histórica e cultural, também existem passeios para apreciar a beleza de Joanesburgo. Por exemplo, você pode visitar a Orlando Towers e observar uma paisagem incrível.

Anteriormente, o local abrigava duas torres de energia, porém elas foram desativadas e se tornaram ponto turístico do bairro. A ideia era revitalizar o lugar, portanto houve incentivo para pinturas e esportes radicais. Portanto, além da maravilhosa vista, você pode se aventurar pulando de bungee jump no meio da ponte que conecta as duas torres.

Horário de Funcionamento: quinta, de 12h às 18h; sexta à domingo, das 10h às 18h;

Valor: 630 rands por adulto.

Onde se hospedar?

Para quem nunca visitou Joanesburgo, pode parecer uma boa ideia se hospedar em Soweto, já que existem várias atrações no bairro. No entanto, existem outros passeios espalhados pela cidade de JoBurg. Sendo assim, vale a pena se hospedar nos bairros centrais e separar um dia específico para explorar Soweto, já que o distrito fica um pouco mais afastado dos outros pontos turísticos. No nosso Guia Completo sobre Joanesburgo você encontra mais informações sobre bairros que valem a pena se hospedar.

Gostou de conhecer mais sobre Soweto? Compartilhe nosso artigo com um amigo que sonha em conhecer a África do Sul e sua cultura.

Natal na África do Sul

Com os meses finais do ano se aproximando, esse é o período perfeito para planejar sua viagem de Natal. Se você deseja sair da rotina, uma boa ideia é curtir essa data especial no exterior. Nesse sentido, a África do Sul pode ser o destino que você procura.

As cidades turísticas sul-africanas contam com mercados natalinos, hotéis bem equipados e uma programação diferenciada nesse período, portanto em nosso artigo contaremos o que você pode fazer por lá.

Natal em Cape Town

Muitos turistas conhecem Cape Town por suas trilhas e belezas naturais, portanto essa cidade não poderia ficar de fora das nossas indicações. Garanta uma das vistas mais bonitas para a sua ceia de Natal na África do Sul. 

Feiras de Natal

Caso você tenha chegado em Cape Town na metade do mês de dezembro, certamente encontrará as Feiras de Natal pela cidade e poderá garantir o presente de toda família. Até o dia 23 de dezembro esses mercados ficam abertos para o público.

Em Kommetjie, distrito que fica perto de Cape Town, existe a Fab Ideas Christmas Market e em Pinelands a dica é conhecer a Pinelands Craft and Gift Fair. Em ambos os locais é possível adquirir cartões requintados e decorações de Natal.

V&A Waterfront

Logo após as compras, você pode se divertir com a família no V&A Summer Palace. Sem dúvida, as crianças vão amar conhecer Rainha Halima (Mãe Terra) que criou todas as coisas vivas na terra, no ar e na água. Aliás, logo ela estará acolhendo Papai Noel em seu palácio. A partir do dia 15 de dezembro eles ficarão sentados no Palácio de Verão todos os dias, das 11h às 17h, convidando a todos para tirarem uma foto.

Também vale a pena dar um passeio na Cape Wheel. Não apenas você pode desfrutar a paisagem da roda gigante, como também pode tirar um tempinho para fazer um piquenique nas alturas.

Além das feiras e atrações famosas, alguns hotéis do Waterfront oferecem celebrações de Natal que incluem um cardápio especial de jantar e almoço para os dias 24 e 25 de dezembro. Ao decidir onde se hospedar, procure saber se essa ceia é oferecida.

Festival Markers Landing

O Makers Landing é uma comunidade alimentar da V&A Waterfront. O objetivo do grupo é celebrar a cultura diversificada da África do Sul por meio da comida.

Desde o dia 3 de dezembro o festival está instalado no Markers Landing oferecendo uma experiência gastronômica variada aos seus visitantes. São várias cervejas festivas, gins, carnes e guloseimas, enfim, tem de tudo no local.

Também estão acontecendo alguns shows musicais no festival, aproveite para conhecer os músicos de Cape Town. A celebração vai até o dia 31 de dezembro.

Festival de Luzes Adderley Street

Natal África do Sul
Adderley Street por South African Tourism

Por último, uma boa dica é visitar a Adderley Street, tradicionalmente a rua é enfeitada com luzes para o Natal. Um verdadeiro show.

Vale a pena conferir a abertura do festival, geralmente esse evento acontece no primeiro domingo de dezembro. Você pode admirar as luzes se acendendo ou visitar as barracas ao longo da rua que vendem de tudo, desde comida até presentes.

Natal em Joanesburgo

A maior cidade da África do Sul também é um ótimo destino para descansar no final de ano. JoBurg possui uma população muito receptiva e atrações perfeitas para toda família. 

Festival de Luzes no Zoológico de Joburg

Zoológico de Joanesburgo

O Festival de Luzes é um evento tradicional em Joanesburgo. Esse passeio consegue encantar toda a família, então prepare a câmera e tire muitas fotos com os animais iluminados de tamanho real que decoram o Zoológico da cidade.

Além de se encantar pelas luzes, você pode aproveitar o mercado noturno do local para conhecer a culinária sul-africana e os artesanatos locais. Confira mais informações no site do evento.

Data: 25 de novembro até 2 de janeiro

Horário: 19h às 22h

Custo: R150 por pessoa, R75 crianças entre 3 e 12 anos

Melrose Arch

As decorações natalinas também são destaque no Melrose Arch. Todos os anos o local é enfeitado com carruagens douradas, cenários com neve e diversos personagens mágicos que fazem parte do Natal. Os pequenos fazem a festa e ainda tem a chance de conhecer o Papai Noel.

Mas o Melrose não agrada somente as crianças e famílias. Quem gosta de fazer compras sempre passa pelo local nessa época do ano, afinal o complexo possui shoppings e uma típica feira natalina cheia de produtos para as festas. 

Natal em Stellenbosch

A região das vinícolas pode ser uma boa opção para aproveitar as festas de Natal na África do Sul. Alguns turistas escolhem esse destino com o intuito de relaxar e fugir de grandes centros urbanos.  

Os restaurantes e espaços abertos são perfeitos para um delicioso jantar ou piquenique. Tudo isso, acompanhado de bons vinhos.

Assim como em Cape Town, existem ceias e cardápios especiais para as festas de fim de ano.

Feiras de Natal

No início de dezembro é comum encontrar feiras natalinas em Stellenbosch. A mais conhecida é a Stellenbosch Kersmark, no local podem ser encontrados artesanatos e comidas deliciosas. Aproveite a grande variedade, afinal são 180 expositores oferecendo produtos de alta qualidade.

Piqueniques e Almoços Natalinos

Alto Wine Estate

Que tal aproveitar a sua véspera de Natal para assistir o belo pôr-do-sol e fazer um piquenique? O Alto Wine Estate fará até o final de dezembro os Sunset Rouge Evenings, nas quais você poderá desfrutar de música, vinhos e sua família enquanto admira a Table Mountain e Stellenbosch Hills. Além dos vinhos da casa, o piquenique é acompanhado por travessas de queijos e charcutaria.

Data: todas as sextas-feiras de dezembro

Horário: 17h30 às 20h

Custo: sem taxa de entrada

Spier Wine Farm

No dia de Natal também será possível desfrutar de um piquenique festivo na Spier Wine Farm. Os visitantes receberão uma cesta exclusiva para a celebração da data contendo presunto cravejado, cordeiro assado, queijos, biscoitos e tiramisù.

Data: 25 de dezembro

Horário: 12h

Custo: R750 por pessoa; R250 para criança menor de 12 anos;

Hazendal Wine Estate

Nada melhor do que um bom almoço em família, neste ano a Hazendal Wine Estate preparou um cardápio perfeito para seu Natal. A vinícola oferece um drink de boas-vindas, música ao vivo e uma sessão de jogos para as crianças.

Data: 25 de dezembro

Horário: 12h às 15h

Custo: R850 por pessoa; R550 para criança menor de 12 anos;

Com essas dicas, seu Natal na África do Sul será incrível. Para saber mais sobre acomodações e outras atrações sul-africanas, conheça nosso Guia Completo do país.

Desvendando o Safári no Kruger

A África do Sul é um destino incrível para fazer safáris, principalmente na região do Kruger. A atração, que é a maior área protegida de fauna típica sul-africana, recebe turistas de todo o mundo. Um dos motivos que atrai os visitantes é a chance de ver todos os Big 5 (leão, búfalo, leopardo, elefante e rinoceronte) num só lugar.

Preparamos este artigo com o objetivo de esclarecer as dúvidas sobre o que fazer por lá, qual a melhor época para conhecer e outros assuntos que são importantes para sua viagem. Confira o que abordaremos por aqui:

O que é o Kruger?

A região do Kruger se localiza na parte leste da África do Sul, seu bioma é formado por vegetação e animais típicos da savana africana. Com o intuito de preservar a fauna e flora do local, criou-se o Parque Nacional Kruger.

Devido a grande diversidade de vida selvagem da reserva, o local se tornou um ponto turístico dedicado ao safári e à conscientização da preservação.

Ainda que o Parque Nacional Kruger seja mais famoso para a realização dos safáris, existem também reservas privadas e lodges que oferecem o mesmo tipo de expedição por lá.

Como chegar?

Normalmente, o Kruger é visitado por aqueles que já estão passando uma temporada em Joanesburgo, afinal, a cidade fica a aproximadamente 420 km da região. São quase 5 horas de deslocamento para chegar no Kruger. Então, se você pretende fazer esse trajeto pode optar por viajar de avião ou alugar um carro.

Para aqueles que decidem voar até o Kruger, é bom lembrar que os aviões são de pequeno porte e pode haver limite de bagagens. Os aeroportos que ficam nas proximidades do parque são: Nelspruit, Hoedspruit e Skukuza.

Já para quem decide pegar a estrada, uma dica é fazer algumas paradas e conhecer a Rota Panorâmica, na província de Mpumalanga.

Como fazer safári no Kruger?

Como foi mencionado no artigo, existem reservas privadas e o Parque Nacional Kruger para a realização de safáris. No entanto, os passeios se diferem um pouco em relação a algumas normas e experiências.

Safári no Parque Nacional Kruger

O Parque Nacional Kruger é administrado pelo Governo sul-africano e é uma área de alta preservação ambiental, portanto algumas atividades não são permitidas no local. É válido ficar atento às regras antes de se aventurar.

O safári na reserva nacional pode ser feito no modelo “self-drive”, no qual você dirige por conta própria com seu carro. Se você não se sentir seguro para tal, existe a opção de fazer o trajeto com um guia.

Além disso, não é permitido sair da estrada e só é possível dirigir até o horário de fechamento dos portões, às 18h. Nesse sentido, o parque não permite a realização de safári noturno.

Safári em Reservas Privadas

As reservas privadas também seguem as leis de conservação ambiental no Kruger. Porém, diferente do parque nacional, os safáris podem ser feitos off-road, ou seja, saindo da estrada. Logo, esse tipo de expedição aproxima o público dos animais.

Outra diferença é que os safáris não podem ser feitos por conta própria, todos possuem o acompanhamento com guias e rangers profissionais. Não só isso, como também as reservas privadas oferecem o safári noturno, algo que não é possível no National Park.

Reserva Nacional ou Reserva Privada?

Depois de se informar sobre a diferença entre o parque nacional e as reservas privadas, cabe ao turista a decisão de qual reserva se encaixa em suas preferências.

Não existem cercas entre as reservas privadas e o parque nacional, portanto o bioma é o mesmo e será possível ver os animais em ambas as escolhas. Se seu objetivo é ver elefantes e leões bem de pertinho, é provável que a melhor opção seja uma reserva privada.

Entretanto, se você é o tipo de turista que gosta de fazer seu próprio trajeto e escolhas, a melhor opção pode ser o Kruger National Park.

Seja qual for a escolha, a região do Kruger está bem preparada para receber turistas e possui diversas opções de comércio, restaurantes, hospedagens e até postos de combustível.

Regras Gerais para Safári no Kruger

Para a segurança dos visitantes que circulam pelo Kruger, o parque delimita algumas normas gerais. Confira a seguir:

  • Visitantes devem permanecer o tempo todo dentro do seu veículo, exceto nas áreas demarcadas para tal;
  • Não é permitido alimentar os animais ou retirá-los de seu habitat natural;
  • O limite de velocidade nas vias pavimentadas é de 50 km/h e nas estradas de terra é de 40 km/h;
  • Os turistas devem respeitar rodovias fechadas ou que estejam marcadas como entrada proibida;
  • Há multa para aqueles que não seguirem os horários de abertura e fechamento dos portões do parque;

Também é recomendado tomar cuidado ao passar perto de animais ou pássaros perto das rodovias, pois eles podem se assustar com a aproximação. Para mais informações, acesse o site do Kruger National Park.

Qual a melhor época para visitar o Kruger?

A África do Sul, assim como o Brasil, se localiza abaixo da Linha do Equador, portanto, as estações do ano ocorrem durante os mesmos meses que as daqui. Ao pensar na melhor época para visitar o Kruger, é preciso levar em conta que o objetivo principal da viagem é avistar os animais.

Sendo assim, o inverno é o momento mais propício, ou seja, entre os meses de junho e setembro. Afinal, o clima fica mais seco, a vegetação é menos densa e os animais se concentram para buscar água, se tornando mais fácil avistá-los.

O que levar na sua viagem?

Para quem nunca fez um safári, podem surgir dúvidas sobre o que levar na mala de viagem. Primeiramente, leve apenas o necessário e não use malas muito pesadas para não prejudicar sua locomoção.

As roupas devem ser confortáveis e nos tons do outono, como bege, marrom ou verde. Dessa forma, as cores se confundem com o terreno e a vegetação. Também é prioridade o uso de calçados confortáveis e resistentes.

Caso sua viagem esteja marcada para os meses de inverno, leve casaco, luvas, chapéu e cachecol. Já no verão, roupas leves e confortáveis são indispensáveis.

Alguns itens que podem auxiliar na viagem são: lanternas, bonés, protetor solar e câmeras. Por último, não deixe de colocar na mala algumas roupas e calçados adequados para jantares e visitas a outras atrações.

Hospedagem

Após decidir onde quer fazer o safári no Kruger, o próximo passo fica com a escolha da hospedagem. Tanto no parque nacional quanto nas reservas privadas existem lodges bem equipados para receber os hóspedes, alguns lugares possuem até mesmo piscinas e spa.

Você encontrará hospedagens dentro e fora do parque. Dependendo de como você escolheu se deslocar (transfer ou aluguel de carro) pode ser mais vantajoso se acomodar dentro da reserva.

Ademais, as acomodações podem funcionar no modo half-board (café da manhã e almoço), full board ou all inclusive, esta última inclui bebidas e drinks. 

Sem dúvida, o passeio pela grande Região do Kruger é um dos mais bonitos na África do Sul. Ao visitar o local, não esqueça de tirar fotos e aproveitar cada segundo. Se você está procurando outros passeios para fazer pela África do Sul, confira nosso guia completo pelo país.

Conte aqui nos comentários quais as suas expectativas para o passeio no Kruger.

Conheça as Vinícolas em Cape Town

O turismo gastronômico também faz parte da rotina de Cape Town, a cidade é famosa pela produção de vinhos e sua degustação. O destaque fica com o distrito de Constantia, uma das primeiras regiões a abrigar as vinícolas na África do Sul.

A boa qualidade dos vinhos se dá pelo clima, solo e cuidado especial dos produtores. Portanto, essa atração não pode ficar de fora do seu roteiro

Vinícolas Cape Town
Vinícola em Constantia por @greytonwineweekend

História das Vinícolas em Cape Town

As vinícolas estão presentes em Cape Town desde 1650. A cidade fazia parte de uma das paradas existentes entre Europa e Ásia na conhecida Rota das Especiarias. Desse modo, os governantes decidiram plantar vinhas no local para fornecer vinho aos marinheiros que por ali passavam.

De início, os vinhedos não deram certo, mas 30 anos depois, o governador holandês Simon Van der Stel conseguiu recrutar mais pessoas para cuidar das terras de Constantia e transformar os vinhos em produtos de alta qualidade.

Com a morte de Simon em 1712, a propriedade na região de Constantia foi dividida em três partes e vendida, apenas uma delas prosperou e se tornou referência de vinho na Europa. Desde então, o vinho sul-africano passou por altos e baixos.

Por exemplo, em 1886 uma praga atingiu as vinhas e durante o Apartheid a exportação ficou prejudicada com as sanções e boicotes de outras nações. No entanto, nos últimos anos, as vinícolas conquistaram grande prestígio e estão entre os pontos turísticos imperdíveis de Cape Town.

Como é feita a degustação nas vinícolas?

As vinícolas oferecem a visitação dos seus espaços, tours pelas adegas e a degustação de vinhos. Nesta última, existe uma sala específica para a experimentação e uma equipe de especialistas para orientar os visitantes no processo. Assim, todos conseguem compreender que tipo de vinho estão degustando e as suas principais características.

Onde fazer degustação de vinhos em Cape Town?

Para a degustação você pode optar por fazer a Rota de Vinhos de Constantia, que inclui a visitação de nove propriedades, ou escolher apenas uma vinícola da região para visitar.

A outra opção é conhecer as vinícolas das cidades próximas como Stellenbosch e Franschhoek.  Há quem faça o trajeto com o Red Bus e aqueles que vão por conta própria, mas vale lembrar que é bom providenciar um transporte já que haverá ingestão de bebida alcoólica.

A vantagem de visitar Constantia é que não é preciso sair de Cape Town. Não só a região é conhecida por seus vinhos sul-africanos, mas também por sua arquitetura holandesa, mansões e belas paisagens. Para chegar ao local, é possível usar a rota M63 em direção ao sul da cidade.

Se você estiver com mais tempo, pode ir até Stellenbosch, Paarl ou Franschhoek. As cidades são próximas umas das outras, sendo possível visitá-las em um dia.

Constantia

Constantia é uma das áreas nobres de Cape Town, por isso é fácil encontrar vários casarões na região. Aproveite para explorar os vinhedos e restaurantes por lá. Vinícula que você pode visitar: Groot Constantia.

Stellenbosch

A cidade de Stellenbosh fica a 80 km de Cape Town e é considerada a segunda cidade mais antiga da África do Sul. Normalmente os turistas apaixonados por vinho gostam de pernoitar no local, já que existem mais de 150 vinícolas para explorar. Algumas das vinícolas que você pode visitar são: Delaire Graff Estate, Waterford Wine Estate e Tokara;

Franschhoek

Franschhoek fica a uma hora de Cape Town e quem decide conhecer o local adora fazer o passeio no Wine Train. Essa opção também é recomendado para quem está com crianças porque o passeio costuma ficar mais divertido de trem. A rota inclui a visitação de oito vinhedos e é feito no formato hop-on hop-off.

Algumas das vinícolas que você pode conhecer são: La Motte, Boschendal Farm Estate e La Bourgogne Farm.

Paarl

A região de Paarl também possui vinhos maravilhosos, por lá você pode degustar vinhos, fazer piqueniques ou desfrutar de uma boa experiência gastronômica nos restaurantes. Você pode provar alguns deles nos seguintes lugares: Fairview Estate, Vendome Estate e Laborie Estate.

Qual é a melhor forma de conhecer as vinícolas em Cape Town?

Ao visitar as Vinícolas, você pode optar por fazer o passeio com um guia privado, em grupo ou alugar um carro. Colocamos aqui as características de cada uma dessas opções, assim você pode escolher a que melhor se encaixa em sua viagem.

Guia Privado

Pontos positivos:

  • Guia em português;
  • É possível escolher as vinícolas que serão visitadas e as degustações em cada uma delas
  • Flexibilidade para adaptar o tour ficando mais tempo em algum lugar que gostar
  • Transfer incluso, ou seja, o passeio começa e termina no seu local de hospedagem.

Pontos negativos:

  • Por ser um tour privado, o preço é mais caro
  • As degustações não estão inclusas no preço do Guia

Preço: Depende do número de pessoas. Ex: para casal 2350 rands por pessoa; grupo de 4 pessoas 1700 rands
por pessoa

Passeio Regular

Pontos positivos:

  • Guia em português
  • Itinerário completo com degustações inclusas
  • O transfer também está incluso, ou seja, o passeio começa e termina no seu local de hospedagem

Pontos negativos:

  • Não é possível escolher as vinícolas que serão visitadas
  • É preciso cumprir os horários programados

Preço: 1095 rands por pessoa

Gostou de conhecer mais sobre as vinícolas sul-africanas? Conta aqui nos comentários qual dessas regiões você planeja visitar durante sua viagem. Não esqueça de olhar nosso artigo sobre planejamento de viagem para montar um roteiro incrível.

As melhores praias para visitar em Cape Town

Impossível ir a Cape Town e não ver o pôr do sol em algumas das praias, não é mesmo? A cidade é contemplada com uma costa litoral de 307 km e diversas opções para nadar, surfar ou só relaxar na areia. Especialmente neste artigo, separamos as melhores praias de Cape Town para curtir durante sua estadia. Confira a seguir:

Praias Cape Town

Clifton

Clifton se divide em quatro praias. As faixas de areia são separadas por pedras identificando cada uma e você pode aproveitá-las de acordo com o que você deseja fazer na área. O local é uma das regiões mais nobres de Cape Town e pode ser facilmente acessado pelos turistas. Se você estiver hospedado no Waterfront é possível pegar o transporte público ou usar algum aplicativo de transportes para ir até lá.

  • Clifton 1: é a mais longa dentre as quatro praias, também se destaca por atrair surfistas e praticantes de esportes aquáticos; caso você prefira ficar na faixa de areia, aproveite para jogar vôlei ou simplesmente pegar um bronzeado.
  • Clifton 2: essa parte da faixa de areia é popular entre adolescentes e famílias;
  • Clifton 3: favorita entre o público LGBT, a terceira praia é ótima para aproveitar um belo pôr do sol.
  • Clifton 4: é a mais popular das quatro praias e atrai bastante jovens, vale a pena parar por lá.

Independentemente de qual praia você escolher, garantimos que vai amar andar pela faixa de areia branca e até dar um mergulho por lá, se não se incomodar muito com as águas geladas.

Muizenberg

Praia Cape Town Muizenberg

A praia de Muizenberg é logo reconhecida por suas casinhas coloridas, certamente você já viu alguma foto delas por aí. Além de tornarem a praia extremamente fotogênica, elas servem de vestiário. Vale ressaltar que a região é bem famosa entre os surfistas, então, se você estiver disposto a se aventurar nesse esporte pode ser uma experiência inesquecível para a sua viagem.

Camps Bay

Outra praia bem famosa em Cape Town é Camps Bay. Na orla, você encontrará lojas, restaurantes e bares. Assim como Clifton, é possível chegar ao local de forma descomplicada. Existem duas rotas de ônibus My CiTi que passam por lá, além disso a praia está entre alguns dos roteiros dos ônibus turísticos conhecidos como Red Bus.

Tire um momento para descansar e aproveitar o visual. É possível alugar espreguiçadeiras e guarda-sóis. Se você gosta de esportes, essa praia é perfeita para jogar vôlei com a família e amigos. Por último, a vida noturna também é um destaque, não deixe de conferir.

Boulders Beach

Não dá para falar de praias em Cape Town e não citar Boulders Beach, a praia é famosa por sua colônia de pinguins e se destaca por ser uma área de conservação ambiental. Nós falamos sobre essa atração neste artigo aqui. Portanto, se você deseja conhecer mais sobre os pinguins africanos, esse passeio é indispensável.

Hout Bay

Pra Hout Bay, Bay Harbour Market
Bay Harbour Market

Hout Bay sempre é citada como um dos passeios para se fazer pela Península do Cabo. Talvez você já tenha até mesmo ouvido falar da região por causa de seu famoso mercado: o Bay Harbour Market. Os comerciantes do local vendem artesanatos e comidas, além disso o ambiente possui música ao vivo.

A localização é um pouco mais afastada da região central de Cape Town, então para conhecer essa praia o recomendado é alugar ou carro ou usar aplicativos. Aproveite para fazer caminhadas, tirar várias fotos da paisagem e se deliciar com as famosas fish & chips no porto. Também é de Hout Bay que partem barcos para a Ilha das Focas, você conseguirá olhar os animais bem de perto, então prepare sua câmera fotográfica para esse passeio.

Praias fora dos roteiros tradicionais

Algumas praias não aparecem nas programações tradicionais, por quase sempre serem mais afastadas das regiões populares da cidade. Se você deseja um passeio tranquilo e sem a típica movimentação dos pontos turísticos, pode optar por conhecer esses lugares.

Bloubergstrand

Se você procura uma praia mais afastada, mas que ainda assim possua uma bela paisagem e a Table Mountain de fundo, então a Bloubergstrand é uma ótima dica. Quem gosta de contemplar um belo pôr do sol vai amar o local.

A praia não aparece no circuito tradicional, então é bem mais fácil achar uma vaga para estacionar na região. Ela também é muito procurada por turistas que desejam praticar kitesurf e windsurf durante o verão sul-africano.

Llandudno

A praia de Llandudno, assim como Bloubergstrand, é menos conhecida pelo público. Apesar disso, ela tem ondas que atraem os surfistas e é uma boa opção para os turistas que gostam de lugares mais tranquilos.

Se você está pensando em passar o dia por lá, não deixe de levar comida e bebida, afinal, não existe comércio na praia. Uma boa ideia é preparar um piquenique.

Strand Beach

A praia de Strand se localiza em False Bay, então para fazer esse passeio será necessário alugar um carro ou usar um Uber. A faixa de areia branca se estende por 5 km e é ótima para tomar sol e praticar esportes, além disso muitas piscinas naturais se formam no local e fazem a diversão das crianças. Ao longo da costa ainda é possível encontrar bares, restaurantes e cafeterias.

Agora que você já sabe quais praias visitar em Cape Town, ficou mais fácil montar seu roteiro? Conta para a gente o que achou das dicas e quais lugares você planeja visitar durante a sua viagem. Aproveite para ler nosso Guia Completo de Cape Town.